Tag viagem rodoviária

Preço de passagem rodoviária de Palmas ficará R$ 0,45 mais caro

Valor da passagem

Valor da passagem

R$ 0,90. Essa deve ser a diferença que moradores de Palmas terão de pagar durante uma viagem rodoviária de ida e volta, a partir do segundo semestre de 2015. Aprovado após reunião com membros do Conselho Municipal de Acessibilidade Mobilidade e Transporte, o reajuste promete melhorar os serviços prestados no transporte público da capital de Tocantins, além de promover ampliação do número de veículos em circulação. Com a mudança, a tarifa rodoviária no valor de R$ 2,50 passará a valer R$ 2,95, ou seja, uma diferença de quase R$ 1,00 pra quem compra as passagens rodoviárias duas vezes por dia. Os cálculos que somam os gastos relacionados ao transporte coletivo foram apontados em uma planilha avaliada por uma comissão na Câmara Municipal dos Vereadores.

O documento mostrou como o aumento dos impostos e dos combustíveis contribuiu para o reajuste no valor das passagens. A conta salarial dos motoristas também subiu. Sem suicídio da prefeitura da cidade, o cidadão teria de pagar R$ 3,13 para embarcar em um dos ônibus rodoviários. Esse é o preço técnico que está sendo abatido com incentivo da prefeitura na ordem de R$ 0,18 por passagem. Até o momento, a capital conta com 220 ônibus rodoviários, mas tudo indica que esse número deve aumentar, depois que a população passar a pagar mais pelo serviço. A estimativa da prefeitura é de que pelo menos 31 novos veículos equipados com ar-condicionado possam compor a frota municipal.

Também são aguardados mais dez ônibus reservas para serem utilizados em horários de pico. O investimento representará uma elevação de 22 mil quilômetros em linhas rodadas, mês a mês. Já faz um ano que a passagem de ônibus de Palmas ficou mais cara. Na ocasião o valor praticado saltou de R$ 2,50 para R$ 2,80, porém o reajuste não chegou ao bolso dos usuários. A diferença foi paga através de um subsídio firmado em um acordo com o governo do Estado do Tocantins com a isenção do ICMS sobre o combustível, do ISSQN sobre as empresas responsáveis pelo transporte público e os recursos próprios da prefeitura.

Ubatuba e São José têm o mesmo preço de passagens de ônibus

Passagem de ônibus está 13% mais cara.

Passagem de ônibus está 13% mais cara.

O preço de passagens de ônibus para embarques em Ubatuba, no litoral norte de São Paulo e no município de São José dos Campos está equivalente desde o começo de fevereiro. O reajuste anunciado pelas prefeituras paulistas elevou o valor dos bilhetes rodoviários em 13%, já que em ambas as cidades a tarifa para embarcar no transporte coletivo saltou de R$ 3 para R$ 3,40. O preço é 10 centavos mais barato do que já está sendo cobrado na capital de São Paulo, apesar da prefeitura subsidiar parte da tarifa com investimento de cerca de R$ 1,5 bilhão ao ano. O aumento só veio no litoral de São Paulo depois que a prefeitura considerou que os custos do setor, gerados com combustíveis e salários dos funcionários, estavam defasados, de acordo com a planilha enviada pelo governo.

É possível conseguir um desconto de até 50 centavos em cada viagem rodoviária, se o pagamento for feito no cartão de transporte. Além da promessa de implantar o sinal de internet sem fio na rodoviária de Ubatuba, a concessionária VerdeBus  prometeu que vai estender o prazo de validade do Bilhete Único durante o dia e que deve conceder duas recargas gratuitas a cada 20 passagens adquiridas pelo cartão eletrônico. Esse mês completam dois anos que o consumidor não sabe o que é pagar mais caro para viajar nos ônibus de São José dos Campos. O reajuste das passagens rodoviárias seria ainda maior caso dependesse apenas das empresas que operam na cidade, a Saes Peña, Expresso Maringá e CS Brasil.

Eles pediram no final do ano passado, tarifas no valor de R$ 3,79. Em contrapartida, a Secretaria de Transportes justificou que o aumento foi dado com base em análises econômicas e no contrato de concessão do sistema. O aumento salarial da categoria, os insumos e o índice de inflação ajudou a prefeitura chegar ao novo valor. Quem preferir comprar as passagens com dinheiro não escapará do reajuste nem mesmo aos domingos. Apesar disso, a boa notícia é que, assim como acontece em Ubatuba, pagar os bilhetes com o cartão eletrônico garantirá descontos de até 50 centavos.

Quero Passagem amplia opção de passagens rodoviárias em 2015

Reserve sua passagem de ônibus sem sair de casa.

Reserve sua passagem de ônibus sem sair de casa.

O portal especializado na venda de passagens rodoviárias pela internet, Quero Passagem, credenciou 14 novas auto viações em seu buscador online. A novidade, que já pode ser utilizada pelos internautas desde o começo do Ano Novo, está trazendo mais opções de destinos rodoviários e preços que podem ser confrontados, durante as consultas dentro do site. No total, a agência de turismo online, conta com a operação rodoviária de 41 companhias de ônibus, que juntas representam mais de 80% de toda malha rodoviária do Brasil. As regiões do Sudeste e Nordeste foram as que mais se beneficiaram com o incremento, especialmente para viagens realizadas em trechos rodoviários com destino e origem de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia e Pernambuco.

A intenção é fornecer, no mínimo, três opções de serviços e preços em cada itinerário pesquisado, ampliando as opções de reserva já disponíveis no site lançado no Brasil há mais de um ano. Para o CEO da Quero Passagem, Lukasz Gieranczyk, quanto maior for a oferta do mesmo trajeto, melhor para o usuário, que pode comparar serviços de diferentes viações e escolher a empresa de sua preferência. O objetivo de captar novas auto viações não para, inclusive por aquelas que atendem trechos pouco exploradas pelo buscador online. Cidades com grande potencial turístico, como as regiões litorâneas são boas opções de se investir nesse tipo de expansão. De acordo com o gestor de conteúdo do site, Danilo Julio, as viagens rodoviárias até os grandes centros e as capitais são as mais procuradas por usuários do Quero Passagem.

Segundo dados oficiais, mais precavidas e organizadas, as mulheres são as que mais compram com a agência de turismo online. Elas somam 66,8% do público consumidor, em sua maioria de 18 a 34 anos de idade. As novas empresas rodoviárias credenciadas no portal Quero Passagem são: Águia Branca (ES), Salutaris (ES), Brasil Sul (PR), Cantelle (PR), Princesa dos Campos (PR), Progresso (PE), Sampaio (RJ), Lopes Sul (RS), Bragança (SP), Expresso Brasileiro (SP), Motta (SP), Penha (SP), Santa Cruz (SP) e Nasser (SP).

Preço de passagens de ônibus de Manaus aumenta em 2015

É hora de juntar as moedas para pagar as passagens.

É hora de juntar as moedas para pagar as passagens.

O ano mal começou e os passageiros de ônibus de Manaus já estão sentindo o reajuste no valor tarifário para embarcar em coletivos da cidade. Segundo a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), as passagens rodoviárias passaram a ser comercializadas no valor de R$ 3, enquanto a meia-passagem, saltou de R$ 1,35, para R$ 1,50. O novo reajuste na reserva rodoviária representa um aumento de R$ 0,25 no preço de passagens de ônibus da capital. De acordo com a prefeitura de Manaus, já fazia mais de três anos que os passageiros não sabiam o que era ter o reajuste. Por conta disso, a tarifa ficou defasada, já que o valor dos combustíveis subiu junto com o preço para renovar as frotas, e reajustar os salários de funcionários da auto viações.

Só nos últimos quatro anos, o diesel utilizado para abastecer a frota municipal teve um aumento de 33,74%, enquanto ficou 17,20% mais caro comprar novos veículos para colocar nas ruas. Motoristas também tiverem reajuste salarial de 20,9% durante o mesmo período. Cada passageiro que embarca nos ônibus da capital do Amazonas, custa em média R$ 3,11 para as companhias de ônibus. Com a diferença do reajuste, os R$ 0,11 centavos restantes são subsidiados pela prefeitura e pelo governo do Estado que injeta R$ 2 milhões todo o mês, para serem gastos no setor. A prefeitura de Manaus admite que o serviço de transporte público não é dos melhores, e por isso, cobra das empresas rodoviárias, algumas medidas para inibir a paralisações de profissionais do sistema e melhorias no atendimento.

A cidade também espera a conclusão das obras de corredores exclusivos, realizadas pela SMTU. Com o investimento em mobilidade urbana, além de tornar as viagens rodoviárias mais velozes, a prefeitura poderá economizar com subsídios gastos para bancar o aumento da frota. Se a palavra do prefeito valer, esse ano não terá mais aumentos nas passagens. Ele garantiu que, mesmo com o aumento previsto no salário dos rodoviários, o valor da passagem de ônibus deve permanecer nos R$ 3. Segundo a prefeitura, os bilhetes do transporte do tipo executivo também devem ser reajustados em breve.

Preço de passagens de ônibus sobe no litoral paulista

Passagens de Bertioga e Guarujá estão mais caras.

Passagens de Bertioga e Guarujá estão mais caras.

O aumento no preço de passagens de ônibus de Bertioga e do Guarujá veio em boa hora para as companhias rodoviárias. Justo na época mais movimentada do ano, as catracas devem registrar o aumento tarifário nas linhas intermunicipais da Baixada Santista. O aumento de 14,28% e 10,71% são os mais caros da região, ultrapassando os valores impostos pelas empresas de outras sete cidades do litoral, incluindo Santos e Praia Grande, onde lá o valor é de R$ 2,90. Com o reajuste, o guarujaense e turistas que desembarcarem na cidade para aproveitar as férias de verão, terão de desembolsar R$ 3,20 para circular na cidade. Já em Bertioga, a passagem rodoviária vale R$ 3,10.

A tarifa mais barata da região litorânea está sendo praticada em Peruíbe, com o valor de R$ 1,70. As viagens rodoviárias de Cubatão estão quase o mesmo preço de Bertioga e Guarujá, contabilizando R$ 2,85. Em São Vicente e Itanhaém, o preço para viajar de ônibus é R$ 2,60. A rodoviária de Mongaguá também tem preços mais acessíveis, com R$ 1,90 para ônibus intermunicipais. A prefeitura de Guarujá garantiu que o reajuste de quase 15% foi acatado depois de promover reuniões com representantes da sociedade, usuários do transporte público, responsáveis pelas transportadoras e sindicado dos empregados.

Com base em um estudo de gastos, a prefeitura alega que o aumento salarial da categoria e os insumos, gastos com pneus, peças, combustível, foram os principais motivos para que o passageiro pagasse mais pela passagem. Em contrapartida, o órgão público prometeu que o reajuste deverá trazer benefícios para o transporte. Está previsto até o final do ano, a instalação de wi-fi gratuito em todas as linhas rodoviárias e terminais da cidade. Além disso, são esperados mais 20 novos abrigos de ônibus antes do ano novo. Em Bertioga a situação é diferente. Lá, a viação Bertioga, empresa que administra o transporte público da cidade, não recebia aumento desde outubro de 2012. Foi por isso que só agora, passou a elevar o preço dos bilhetes rodoviários. Com a mudança, duas linhas que circulam pelos bairros Chácaras e Boraceia, em caráter experimental, passam a valer R$ 1,00.

Itapemirim passagens oferece reserva por telefone

Itapemirim vende passagem rodoviária por telefone.

Itapemirim vende passagem rodoviária por telefone.

Quem ainda não aderiu às facilidades dos e-commerces brasileiros e não tem tempo de ir até o terminal rodoviário para garantir o melhor assento durante a próxima viagem rodoviária, pode usar o telefone. Além de disponibilizar a maior parte de suas linhas interestaduais em sua página oficinal na internet e em buscadores de agências de viagem, a viação Itapemirim passagens também está oferecendo outras três formas de compra dos bilhetes rodoviários. Se faltar tempo para ir até os guichês de atendimento, instalados nas rodoviárias atendidas pela empresa, é possível reservar a passagem através do serviço de Entrega em Domicílio ou pelo telefone. Pagamentos em sites especializados garantem opções de comparação de preços e serviços, além de parcelar as compras em cartões de crédito ou débito.

O interessante é que, o benefício também está garantido para clientes que comprarem a passagem de ônibus pelo telefone. Basta ligar para o número 0800 723 2121 ou 0800 726 0246, das 7h às 23h30 e confirmar os dados dos cartões Visa, Mastercard, Diners Club, Hipercard, American Express e Banes Card. A praticidade é uma forma de expandir o serviço para cidades onde a locomoção até o terminal rodoviário é mais complicada, e manter a mesma condição de reserva para aqueles que não estão conectados na internet. Para receber a passagem rodoviária em casa é preciso acessar o site da empresa e consultar o número telefônico disponível para cada região.

Após ligar, o usuário deve informar ao atendente qual é a cidade de origem e para onde pretende viajar, apontando dia e horário do embarque. Em seguida, é a própria Itapemirim quem liga de volta para o cliente, para registrar o endereço onde será feita a entrega dos bilhetes de ônibus. As passagens são entregues por um motoboy que deve ser pago pelo cliente, no momento da entrega. Apesar da opção agregar uma taxa adicional no valor comercializado em outras formas de compras, é a mais prática, já que quando a passagem é reservada na internet, é preciso chegar no terminal com antecedência para retirar o voucher de embarque.

Preço de passagens de ônibus intermunicipal sobe na Paraíba

Preço de passagem rodoviária sobe 7%.

Preço de passagem rodoviária sobe 7%.

O preço de passagens de ônibus intermunicipais para viagens no estado de Paraíba ficou 7% mais caro, desde o último domingo (9). Além do reajuste tarifário para o transporte rodoviário de passageiros, o valor para comprar uma passagem de balsa entre a travessia de Cabedelo a Costinha, também ficou mais caro. O aumento segue avaliação dos percentuais elevados pelo preço inflacionário nos últimos 12 meses. Apesar do descontentamento com o reajuste elevado já ser esperado por boa parte dos passageiros, a mudança aprovada pelo Conselho Executivo do Departamento de Estradas de Rodagem da Paraíba (DER) não correspondeu as expectativas das empresas rodoviárias responsáveis pelas viagens de ônibus entre linhas intermunicipais de Paraíba.

Para elas o valor ficou abaixo do pretendido para subsidiar reajustes salariais de funcionários, custos de operação como peças de reposição e insumos, e até os gastos com combustível. Quem depende do transporte coletivo para se deslocar até linhas urbanas e rodoviárias vai ter que pagar mais caro para continuar viajando. A linha Cabedelo/Costinha feita por transporte fluvial também está mais salgada para o bolso do usuário. As rotas rodoviárias mais movimentadas que passaram a reconhecer o aumento, partem da capital João Pessoa com destino a Cajazeiras, Conceição, Patos, Campina Grande, Guarabira, Itabaiana e Mamanguape. A linha rodoviária que mais subiu ficou cerca de R$ 6,00 mais cara. Confira o preço atualizado das passagens rodoviárias para ônibus urbanos de Paraíba:

João Pessoa/Alhandra – de R$ 6,25 para R$ 6,70
João Pessoa/Santa Rita  – de R$ 2,60 para R$ 2,85
João Pessoa/Santa Rita/Várzea Nova – de R$ 1,85 para R$ 2,00
João Pessoa/Cabedelo – de R$ 2,40 para R$ 2,55
João Pessoa/Renascer – de R$ 2,20 para R$ 2,35
João Pessoa/Conde – de R$ 3,90 para R$ 4,20
João Pessoa/Jacumã  – de R$ 6,25 para R$ 6,70
João Pessoa/Jacumã (via PB-008)  – de R$ 2,90 para R$ 3,10
João Pessoa/Bayeux  – de R$ 1,85 para R$ 2,00
João Pessoa/Bayeux/Sesi  – de R$ 1,20 para R$ 1,30
Campina Grande/Lagoa Seca  – de R$ 2,10  para R$ 2,25
Campina Grande/ Alagoa Nova – de R$ 4,10 para R$ 4,40
Campina Grande/Fagundes  – de R$ 3,85 para R$ 4,10
Campina Grande/ Serra Redonda – de R$ 4,10 para R$ 4,40
Campina Grande/Massaranduba  – de R$ 3,15 para R$ 3,35
Campina Grande/Queimadas – de R$ 3,15 para R$ 3,35
Mamanguape/Rio Tinto  – de R$ 1,60 para R$ 1,70

Itapemirim passagens oferece promoção para fidelizar cliente

O preço de passagens rodoviárias para linhas interestaduais está mais caro em Belém do Pará, durante o feriado de Carnaval.

Itapemirim dá descontos no aluguel do carro.

Quem embarca nos ônibus rodoviários da Itapemirim passagens não tem do que reclamar com as promoções e os programas de fidelização promovidos pela auto viação. Afinal, é possível garantir bons descontos e até viajar de graça, dependendo da promoção. Os que viajam entre as capitais de São Paulo e Vitória podem pagar apenas R$ 49 para reservar a passagem rodoviária de ida ou de volta, e até parcelar o valor em 3 vezes. Isso tudo, graças a uma promoção por tempo limitado que tem validade é o final do mês que vem. O bilhete para realizar o trajeto dá direito de embarques em ônibus convencionais ou semileitos da viação Itapemirim.

Além dessa vantagem, a companhia de ônibus também resolveu facilitar a vida de quem reside em Brasília e quer chegar até a cidade maravilhosa, andando de ônibus. A linha interestadual que interliga a região centro-oeste com o sudeste do Brasil, sai por apenas R$ 89 para ir ou voltar, e também pode ser reservada em até 3 vezes. É preciso se antecipar para garantir uma poltrona nos ônibus credenciadas com essa promoção, que também tem duração até o dia 30 de novembro. Graças a uma parceria comercial com a empresa Movida Rent a Car, a viação Itapemirim está concedendo vários descontos para quem alugar um carro na empresa, assim que desembarcar no terminal rodoviário.

Além de economizar com o transporte, a viação rodoviária garante diárias gratuitas no plano semanal, oferece GPS por R$ 9,90 a diária e garante descontos de até 45% em cada locação. As parcerias e as promoções, ao lado de programas de fidelização, ajudam a cativar os clientes e dar a oportunidade de novos passageiros conhecerem os serviços rodoviários de uma das empresas mais antigas do país. Em um de seus programas, quem viaja cinco vezes nas linhas rodoviárias participantes, tem direito de uma viagem grátis pelo mesmo trecho.  A promoção também vai até o final do mês que vem e é válida para as linhas interestaduais entre Rio de Janeiro e Brasília, Brasília e Rio de Janeiro, Brasília e Juiz de Fora, e Juiz de Gora e Brasília.

Preços de passagens de ônibus podem impactar economia

desconto em preço de passagem de ônibus

Preço de passagens pode mexer no bolso do consumidor.

Se os preços de passagens de ônibus subirem ou despencarem de uma hora pra outra, certamente o bolso do consumidor brasileiro vai sentir. Segundo especialistas em economia, o transporte, considerado uma dos serviços básicos mais utilizados pela população brasileira, também está interligado com outros setores de interesse da maioria, e por isso, sempre que tem seu valor alterado, pode causar impactos na economia. Tem vive de até dois salários mínimos, sente mais quando o valor dos serviços básicos são alterados, seja quando sobem ou quando precisam de subsídios para se tornarem mais acessíveis ao bolso do cidadão.

Quem depende diariamente do veículo rodoviário para trabalhar, e paga em média R$ 3 pela passagem de ônibus ou do Metrô, terá um gasto no final do mês de pelo menos R$ 120, levando em consideração as viagens de ida e volta. Se a mesma tarifa fosse praticada a R$ 1, a economia no final do mês seria de mais de 50%, o que traria mais benefícios para o orçamento do passageiro rodoviário. Em contrapartida, viabilizar propostas desse tipo requer estudos detalhados. Reduzir até dois terços do que é gasto para comprar as passagens rodoviárias, pode gerar uma economia de R$ 80 para cada usuário que pagava R$ 3 em tarifas. A diferença é equivalente a mais de mais de 10% de um salário mínimo, podendo ser bastante impactante para famílias de baixa renda.

De qualquer forma, as políticas salariais adotadas por empresas regularizadas devem continuar. Para especialistas, com a diminuição nas tarifas do vale-transporte, seria possível melhorar a remuneração dos funcionários, porém, esse meio compensatório dificilmente funciona, já que a legislação brasileira prevê incentivos fiscais e isenção de IPI, compensando valores ao consumidor através de descontos em impostos, que pouco diminuem ou nada mudam em muitos casos. Com as reduções no preço das passagens, os custos no valor de R$ 90 milhões mensais destinados às gratuidades, passariam a ser contabilizados em pelo menos R$ 112 milhões, e a arrecadação com IPVA, somada em R$ 800 milhões anuais, por exemplo, seria desviada para subsidiar o acréscimo das despesas.

Sobe preço da passagem de ônibus de União da Vitória no Paraná

Preço de passagens de ônibus nas principais capitais do Brasil volta a subir no começo de 2014. Prefeituras não tem como subsidiar os descontos.

Valor da passagem rodoviária sobe 10%.

Autoridades políticas da cidade de União da Vitória, na região Sul do estado do Paraná entraram em um acordo com empresas rodoviárias e representantes públicos para poder elevar o preço da passagem de ônibus na cidade. A partir da segunda-feira que vem (15), todos os passageiros de ônibus do município paranaense terão que desembolsar 10% a mais do que já estavam habituados para embarques rodoviários, desde abril de 2012 – data que segundo o prefeito Pedro Ivo Ilkiv, está defasando o valor real da tarifa. Aprovado na primeira sexta-feira de setembro (5), em uma audiência pública promovida na Casa de Leis de União da Vitória, o aumento é válido para o transporte público e especial que faz integração com áreas rurais pertencentes ao município.

Com o reajuste, a passagem rodoviária salta de R$ 2,35 para R$ 2,60 – o que equivale a um aumento de 25 centavos, valor considerado caro para a diarista Eugênia Alerioralde, que embarca em um dos veículos coletivos todos os dias para trabalhar. O preço dos bilhetes rodoviários para quem mora em propriedades rurais ficou ainda mais caro, passando de R$ 5,50 para R$ 6,00. A diferença de 50 centavos também vai começar a vigorar do dia 15 de setembro em diante. A auto viação Nossa Senhora da Piedade, principal empresa que realiza o transporte urbano da cidade, admite que os programas de gratuidades para idosos e a inflação sobre os preços dos combustíveis tem prejudicado as operações durante o ano todo.

Se dependesse da companhia de ônibus, o aumento já teria sido praticado desde maio deste ano, quando a prefeitura recebeu o pedido de reajuste no preço da passagem. “Precisamos do reajuste para continuar garantindo aos nossos clientes, a segurança e qualidade adequada em todas as viagens de ônibus”, impõe Rodrigo Hoelzl, um dos responsáveis pela empresa que segundo ele, vem arcando com os próprios custos do sistema. Apesar de contrariar a maioria da população, essa foi a primeira audiência pública do ano realizada pela prefeitura de União da Vitória para debater temas a respeito do transporte coletivo da cidade.

Copyright © Preço de passagens de ônibus
CENTRAL DE PASSAGENS RODOVIÁRIAS

Built on Notes Blog Core
Powered by WordPress