Tag tarifa rodoviária

Novos ônibus de Porto Alegre podem encarecer preço da passagem

Porto Alegre ganhará nova frota de veículos.

Porto Alegre ganhará nova frota de veículos.

As passagens rodoviárias de Porto Alegre podem ficar mais caras com a renovação da frota que comandará o transporte público da capital do Rio Grande do Sul. Os novos veículos fazem parte de uma das recomendações previstas em contrato, que deverá ser assinado até o final do ano. O documento é válido para operações rodoviárias durante os seis primeiros meses de 2016. Neste período, a companhia de ônibus que integrar o novo serviço de transporte coletivo na capital, terá direito a reajustar o preço da passagem de ônibus em até duas oportunidades, durante o ano que vem. O que tudo indica é que em fevereiro, a tarifa rodoviária sofre seu primeiro aumento.

A correção da inflação prevista no segundo semestre em diante, também colocará o valor das passagens em vulnerabilidade. As empresas vencedoras da licitação são velhas conhecidas da cidade e agora passarão a operam em seis regiões de Porto Alegre. A Mob Mobilidade (atual Conorte) irá operar na Zona Norte e o Consórcio Sul (atual STS) atuará na Zona Sul. A Zona Leste será dividida entre os consórcios Via Leste e Sudeste Mais (ambos integravam o consórcio Unibus). A Carris, que tem aval para transportar passageiros em 22% das linhas que cruzam a capital, perderá seis rotas a partir do ano que vem. A renovação dos veículos é uma das grandes vantagens asseguradas no contrato. No total, mais de 370 ônibus que circularem pelas ruas da cidade, serão renovados. Desse montante, mais de 70 unidades devem ser novas. O número também representa aumento na quantidade de embarques, como meio de reduzir a superlotação das viagens.

Ar Condicionado
O sistema de climatização dentro dos veículos ainda é um sonho um pouco mais distante. Para os consórcios, a exigência é de que apenas 25% da frota seja equipada com ar-condicionado, desde o início das operações. A população deverá perceber um aumento de 10% a cada ano. Com a decisão, o projeto de lei que obrigava o uso do aparelho em todos os ônibus vai ficar para depois. O projeto foi aprovado pela câmara, mas vetado pela prefeitura de Porto Alegre.

Preço de passagens intermunicipais dispara no segundo semestre

Preço de passagens subiu no segundo semestre.

Preço de passagens subiu no segundo semestre.

Quem depende do transporte rodoviário intermunicipal para se locomover não tem muito que comemorar no segundo semestre de 2015. A maioria das rotas rodoviárias subsidiadas por parte das prefeituras sofreu reajuste nos últimos três meses. Com a alta do dólar, o desnível inflacionário e a desaceleração econômica vivida pelo país, o setor rodoviário se viu obrigado a praticar um reajuste generalizado no preço das passagens rodoviárias que correspondem a trajetos intermunicipais.

Cubatão
A tarifa dos ônibus de Cubatão sofrerá reajuste a partir da semana que vem. O preço da passagem custará R$ 3,20 para a população. O pedido de reajuste na passagem solicitado pela viação Trans Lider, e vigora há dois anos, mas somente agora foi autorizado pela Prefeitura. Apesar do aumento, o transporte coletivo recebeu algumas melhorias. Além da renovação da frota, todos os ônibus deverão oferecer internet grátis e sistema de bilhetagem eletrônica aos seus passageiros.

Santa Catarina
A partir da semana que vem, viajar de ônibus em municípios metropolitanos de Florianópolis vai custar mais caro. O reajuste foi anunciado pelo Departamento de Transportes e Terminais (Deter) e corresponderá as linhas intermunicipais urbanas e rodoviárias em todo o Estado de Santa Catarina. O intuito é recuperar o déficit financeiro e restabelecer o caixa das auto viações, para evitar mais demissões. Nas viagens urbanas, entre municípios de longa distância como os da Grande Florianópolis, o valor da passagem fica 6,4% mais caro. Nas linhas rodoviárias, que são aquelas entre cidades mais distantes, em regiões diferentes, como Joinville e Criciúma, o aumento é ainda maior, de 7,42%.

Porto Alegre
A Agergs – Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul foi favorável ao pedido de reajuste da tarifa rodoviária para linhas de transporte de longo curso e rotas suburbanas. O aumento de mais de 10% passa a vigorar no mês de setembro.

Ceará
A passagem de ônibus intermunicipal de municípios cearenses está 8,24% mais cara, desde a semana passada. O reajuste foi aprovado em agosto pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Estado do Ceará (Arce) e o Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (DETRAN-CE).

Passagem de ônibus de Itajaí sofre reajuste pela segunda vez

O jeito vai ser recorrer as bicicletas.

O jeito vai ser recorrer as bicicletas.

Esta é a segunda vez no ano em que o passageiro de ônibus de Itajaí, Santa Catarina, terá de pagar mais caro para embarcar nos ônibus rodoviários da cidade. Há seis meses, o sistema de transporte público sofreu reajuste, elevando a tarifa rodoviária para R$ 3,00 para reservas antecipadas e R$ 3,30 para compras na hora de embarcar. Com o aumento praticado no mês passado, equivalente a 9%, o preço do serviço varia de R$ 3,27 a R$ 3,60. O custo para recarregar o cartão do transporte vai ficar R$8,10 mais caro.

Reposição é necessária

Para a prefeitura de Itajaí, o aumento no preço das passagens rodoviárias se dá as taxas inflacionárias que vêm desequilibrando as finanças das auto viações, comprometendo a qualidade na prestação do serviço. Segundo o departamento de Urbanismo da cidade, o preço do combustível, do óleo e das peças de reposição ajudou a prefeitura a recalcular, junto às empresas rodoviárias, o reajuste tarifário. Segundo dados do IBGE, o IPCA – Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo e o INPC – Índice Nacional de Preços ao Consumidor, ficaram acumulados na casa dos 8%. Se o aumento fosse fechado a critério e gosto das empresas, o preço do bilhete rodoviário seria ainda maior. As auto viações vem cobrando do poder executivo, um aumento de R$ 3,70 desde abril deste ano.

O jeito é apelar para as bicicletas

O segundo aumento no valor das passagens vai impactar e muito, no bolso de vários moradores de Itajaí. Por conta disso, alguns moradores vão recorrer às bicicletas. A expectativa e que o aumento da prática das “pedaladas” e dos trajetos a pé sejam feitos por passageiros que utilizam o transporte coletivo em até duas ocasiões durante a semana. A iniciativa agrada o meio ambiente, mas pode preocupar a manutenção do sistema rodoviário da cidade, já que se a demanda faltar, as empresas de ônibus serão obrigadas a se reunirem em busca de um novo aumento.

Preço de passagem rodoviária de Palmas ficará R$ 0,45 mais caro

Valor da passagem

Valor da passagem

R$ 0,90. Essa deve ser a diferença que moradores de Palmas terão de pagar durante uma viagem rodoviária de ida e volta, a partir do segundo semestre de 2015. Aprovado após reunião com membros do Conselho Municipal de Acessibilidade Mobilidade e Transporte, o reajuste promete melhorar os serviços prestados no transporte público da capital de Tocantins, além de promover ampliação do número de veículos em circulação. Com a mudança, a tarifa rodoviária no valor de R$ 2,50 passará a valer R$ 2,95, ou seja, uma diferença de quase R$ 1,00 pra quem compra as passagens rodoviárias duas vezes por dia. Os cálculos que somam os gastos relacionados ao transporte coletivo foram apontados em uma planilha avaliada por uma comissão na Câmara Municipal dos Vereadores.

O documento mostrou como o aumento dos impostos e dos combustíveis contribuiu para o reajuste no valor das passagens. A conta salarial dos motoristas também subiu. Sem suicídio da prefeitura da cidade, o cidadão teria de pagar R$ 3,13 para embarcar em um dos ônibus rodoviários. Esse é o preço técnico que está sendo abatido com incentivo da prefeitura na ordem de R$ 0,18 por passagem. Até o momento, a capital conta com 220 ônibus rodoviários, mas tudo indica que esse número deve aumentar, depois que a população passar a pagar mais pelo serviço. A estimativa da prefeitura é de que pelo menos 31 novos veículos equipados com ar-condicionado possam compor a frota municipal.

Também são aguardados mais dez ônibus reservas para serem utilizados em horários de pico. O investimento representará uma elevação de 22 mil quilômetros em linhas rodadas, mês a mês. Já faz um ano que a passagem de ônibus de Palmas ficou mais cara. Na ocasião o valor praticado saltou de R$ 2,50 para R$ 2,80, porém o reajuste não chegou ao bolso dos usuários. A diferença foi paga através de um subsídio firmado em um acordo com o governo do Estado do Tocantins com a isenção do ICMS sobre o combustível, do ISSQN sobre as empresas responsáveis pelo transporte público e os recursos próprios da prefeitura.

Valor da passagem rodoviária e de outros veículos sobe em SP

Preço de passagem rodoviária sobe no começo do ano.

Preço de passagem rodoviária sobe no começo do ano.

O valor da passagem de ônibus, Metrô e dos trens metropolitanos de São Paulo passa a subir na primeira terça-feira do ano. O reajuste para quem embarca nos ônibus municipais e no transporte sobre os trilhos é de 50 centavos. Mesmo assim, o aumento está abaixo do valor tarifário previsto conforme a inflação, no qual elevaria a passagem de R$ 3 para R$ 3,75. Segundo a prefeitura, o preço da passagem rodoviária está estagnada há 4 anos, na capital do Estado. Segundo a Secretaria dos Transportes Metropolitanos, o reajuste fica abaixo dos 17% da inflação acumulada desde o último reajuste, em fevereiro de 2002. A boa notícia é que Bilhete Único recarregado mensalmente, semanalmente e diariamente não sofrerá reajustes, pelo menos por enquanto.

Já o benefício rodoviário integrado ao Metrô de São Paulo e os trens da CPTM passarão a salgar o bolso do passageiro no valor de R$ 5,45. Tanto a prefeitura quanto o governo estadual prometem congelar a tarifa mensal paga para recarregar o Bilhete Único Mensal Sobre Trilhos, no valor de R$ 140. Mesmo sem o reajuste, o valor fixado trará benefícios para o usuário, durante deste ano. Até o momento só quem embarcava 47 vezes no mês poderia ter acesso a sistema de bilhetagem mensal, porém agora o número mínimo exigido caiu para 41 viagens ao mês.

Segundo os cálculos dos especialistas, o recurso é muito benéfico para quem utiliza o transporte como meio de ida e volta diário, principalmente em casos em que os coletivos são utilizados pelo menos 22 dias do mês. Nesta ocasião, o usuário estará economizando automaticamente R$ 14 com direito de realizar viagens ilimitadas até o final do mês. Já para o Bilhete Único Integrado (trens, metrô e ônibus), a dica é se cadastrar se o número de viagens no mês ser superior a de 43. Antigamente o programa era elaborado para compensar o bolso de quem viajava ao menos 50 vezes em 30 dias. Deve estar próxima de ser acionada a lei que vigora o Passe Livre, concedendo isenção da tarifa rodoviária para todos estudantes de escolas e universidades públicas de São Paulo.

Preço de passagens 2014 trará boas recordações aos cariocas

Passagens rodoviários do Rio de Janeiro devem ficar mais caras.

Passagens rodoviários do Rio de Janeiro devem ficar mais caras.

O aumento já esperado de 5% no valor do diesel poderá elevar o preço das passagens rodoviárias, logo no começo do ano novo, para quem mora no Rio de Janeiro. Se a previsão da Associação Nacional das Empresas de Transporte Urbano (NTU) estiver certa, o preço de passagens 2014 praticado desde o último reajuste em março deixará saudades. A estimativa é de que os insumos gerem um aumento na tarifa rodoviária de pelo nos R$ 0,10. Para a NTU, o valor do combustível pode prejudicar o orçamento das companhias rodoviárias em até 30%. Uma porcentagem elevada e desleal quando é comparada com os custos para automóveis, que apenas terão de pagar aumento de 3% sobre a gasolina.

O repasse desprivilegiando o transporte coletivo deve impactar no valor das passagens, e ainda inviabilizar investimentos na melhoria e renovação de frotas rodoviárias que atendem os municípios cariocas. Especialistas em inflação acreditam que o reajuste tarifário é inevitável, no entanto, não deve salgar o bolso do consumidor, porque o valor estabelecido nas catracas, ainda está abaixo do limite proposto pelas capitais brasileiras. Para a Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Rio (Fetranspor), as passagem de ônibus do Rio já estavam defasadas antes do aumento do diesel, por causa do recuo causado pelas manifestações, no meio do ano. De lá pra cá, as auto viações também reajustaram os salários dos funcionários em 10%.

Quatro consórcios que administram os ônibus rodoviários estão livres para realizar o reajuste anual ainda em janeiro, segundo fórmula paramétrica, com base nos índices calculados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e Fundação Getúlio Vargas (FGV). Os dados medem o aumento de custos, como combustível, mão de obra, veículos e peças, e estão assegurados nos contratos de concessão. No restante do Brasil, os reajustes já começaram a ser praticados. Em Curitiba, por exemplo, a passagem de ônibus saltou de R$ 2,70 para R$ 2,85, e Recife deve definir os novos valores ainda neste mês. Já em São Paulo, o bilhete rodoviário não será reajustado, permanecendo em R$ 3, graças aos subsídios milagrosos da prefeitura.

Florianopolitano aprova valor das passagens de ônibus em 2014

Compra de passagens de onibus com cartao de credito

Pagar com cartão sai mais barato.

Da metade do ano pra cá, o preço para embarcar em ônibus urbanos da cidade de Florianópolis, capital de Santa Catarina, vem agradando a população. A redução de pelo menos 15 centavos proposta em junho deste ano, foi aprovada por aqueles que dependem do transporte para trabalhar. Quem paga as passagens de ônibus com dinheiro deixou de desembolsar R$ 2,90 para pagar a quantia de R$ 2,75. Já a tarifa cobrada no cartão, está sendo comercializada por R$ 2,70, ou seja, 12 centavos a menos do que o valor praticado. Além da diminuição na tarifa do transporte coletivo de Florianópolis, a prefeitura da cidade deu início a dois importantes benefícios no setor, recadastrando a Tarifa Social e abrindo o cadastro do Passe Livre. Os dois programas direcionados a passageiros de baixa renda, reduzem o preço pago para viajar em coletivos urbanos da capital.

Tarifa Social
A Tarifa Social é destinada a famílias carentes que comprovem renda de até três salários mínimos, reduzindo o valor das passagens para o preço fixo de R$ 1,66 aos ingressos que reservarem as passagens rodoviárias por meio do cartão. No dinheiro, a tarifa rodoviária também fica mais barata, chegando a ser cobrada no valor de R$ 1,95.  O beneficio é válido para as viagens através das linhas do Maciço do Morro da Cruz e com a reativação passou a valer para toda a cidade. Para se cadastrar é preciso apresentar na Passarela Nego Quirido, no Centro da Capital, ou na Secretaria de Assistência Social e Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), a carteira de identidade, o CPF, comprovante de residência, carteira de trabalho, título de eleitor e principalmente, comprovante de renda.

Passe Livre
É o beneficio que garante as viagens de ônibus gratuitas para famílias carentes que tenham estudantes com inscrição no cadastro municipal de assistência social. Para garantir o passe livre é preciso apresentar nos órgãos competentes, a certidão de nascimento ou carteira de identidade, atestado de frequência escolar atualizado, comprovante de residência, e comprovante de renda ou carteira de trabalho.

Valor da passagem em Criciúma fica mais caro no domingo

Preço de passagens de ônibus nas principais capitais do Brasil volta a subir no começo de 2014. Prefeituras não tem como subsidiar os descontos.

Valor da passagem volta a subir

A partir da semana que vem, andar de ônibus pelas ruas de Criciúma, em Santa Catarina, pode custar mais para o bolso dos passageiros.
A nova tarifa rodoviária que atingiu apenas o serviço de transporte coletivo da cidade catarinense começa a valer desde o domingo, dia 13, justamente na final da Copa do Mundo.
Além de correr o risco de amargar um possível triunfo dos hermanos argentinos no Mundial, ainda não se sabe ao certo, qual será o valor da passagem praticado em viagens intermunicipais.
Nem mesmo os integrantes do sindicado da categoria, membros do Movimento dos Usuários do Transporte Urbano de Criciúma, Mutuc, e responsáveis pelas companhias de ônibus que operam na cidade, sabem qual será o valor atualizado.
 

Se o pedido das empresas rodoviárias for acatado, o descontentamento deve ser geral, já que o preço da passagem para embarcar saltará de R$ 2,74 para R$ 3,17. Reajuste muito exorbitante na visão de integrantes do Mutuc, que pedem um aumento de apenas 13 centavos.
O prefeito Márcio Búrigo participou de um movimento proposto pelos sindicalistas e empresários do setor para chegar a um acordo numérico com todas as partes envolvidas. Mesmo assim, não há nada oficializado.
Informações de dentro do gabinete do chefe do executivo apontam que é provável que as passagens rodoviárias passem a ser vendidas por R$3,00.
 

Com o impasse, grupos de passageiros e moradores da cidade começaram a se formar com mais frequência nos últimos dias. Eles não aprovam o anúncio de que os bilhetes rodoviários ficaram mais caros ainda neste mês.
Desde o começo dessa semana, manifestantes se encontraram na Praça Nereu Ramos para protestar. Muitos distribuíram panfletos, gritaram palavras de ordem e informaram a população sobre o aumento que esta por vir. Todos estão proibidos de protestarem nas dependências da rodoviária de Criciúma.
Quem depende do transporte rodoviário para ir ao trabalho, pode prolongar o valor das passagens de ônibus por pelo menos mais 60 dias. Para isso é preciso recarregar o cartão de fidelização, o quanto antes. Segundo a norma, quem embarca com os créditos não pagará reajustes nos próximos dois meses.

Florianópolis terá passagem de ônibus barata pela 1ª vez

Concorrência no setor aéreo faz companhias de avião baixarem os preços das passagens para Copa do Mundo.

Florianópolis terá passagem de ônibus barata em Agosto.

Depois que a Copa do Mundo acabar, moradores da capital de Santa Catarina poderão comprar passagem de ônibus barata pela primeira vez na história da cidade.
Segundo anúncio oficial do prefeito de Florianópolis, Cesar Souza Júnior, a tarifa das passagens rodoviárias irá diminuir a partir do dia 1 de agosto.
Para quem paga o voucher com cartões de crédito terá desconto de 12 centavos, deixando de desembolsar R$ 2,70 para pagar R$ 2,58, e 15 centavos de diferença na compra de passagens com pagamentos em dinheiro, no valor reajustado de R$ 2,75 praticado recentemente em R$ 2,90. Mais de 80% dos passageiros de ônibus da cidade reservam as passagens com cartões.
Já faz dois anos que o município não sabe o que é alterar a tarifa rodoviária. Antes de o benefício chegar, a integração entre ônibus que circulam na capital já tem novidades.

Agora é possível embarcar em outro veículo de qualquer ponto, apenas que seja respeitado o prazo máximo de duas horas de viagem. Antes a tolerância era de apenas 30 minutos e as integrações só valiam dentro dos terminais rodoviários. Com bom censo, a prefeitura entendeu que o prazo antigo era muito curto para realizar as conexões e resolveu aumentar. A ideia de não pagar adicionais para seguir viagem em outros ônibus foi aprovada pela população.
O prefeito de Florianópolis também garantiu que estudantes da cidade que comprovarem baixa renda não precisarão mais pagar para usar o serviço rodoviário. A nova regra deve favorecer mais de 10 mil jovens da capital, adquirida com o passe-livre.

A prefeitura também quer estender os benefícios da tarifa social a todas as famílias carentes da cidade. Atualmente, apenas moradores da comunidade do Maciço do Morro da Cruz são incluídos no programa que dá direito a embarques de famílias com renda de até três salários mínimos ou receita individual de até meio salário mínimo.
A partir de agora, todos poderão garantir a economia. Pai, mãe e dois filhos que não tinham direito a tarifa social terá uma poupança mensal de R$ 210,82, levando em consideração a necessidade de viagens em 22 dias úteis.

Justiça barra aumento nos preços de passagens de ônibus em MG

Justiça proíbe aumento nas passagens rodoviárias em BH.

Justiça proíbe aumento nas passagens rodoviárias em BH.

O recurso apresentado pelo departamento de trânsito e mobilidade urbana da capital de Minas Gerais para aumentar os preços de passagens de ônibus em linhas rodoviárias não foi acatado pelo Tribunal de Justiça do Estado (TJMG).
Segundo o desembargador Kildare Carvalho, da 3ª Câmara Cível, o pedido foi negado e com isso o reajuste na hora de embarcar deve ficar para mais tarde.
A determinação passa a ser da 4ª Vara de Feitos da Fazenda Pública Municipal e já está em vigor desde o começo desse mês. Apesar disso, a justiça de Belo Horizonte não garante suspender o aumento em mais de trinta dias.

Se não fosse a intervenção da justiça, o preço praticado nas passagens rodoviárias da cidade já deveria estar mais salgado desde o dia 6 de abril. Depois que o Ministério Público do Estado mineiro pediu a suspenção do aumento, o valor que iria chegar a R$ 2,85 ficou sendo comercializado em 20 centavos mais barato.
Sem saber da determinação do TJMG, muitos passageiros compraram as passagens com valores alterados, depois que companhias de ônibus descumpriram a ordem judicial e venderam mais caro.
Para a prefeitura de BH as tarifas rodoviárias precisam ser reajustadas de acordo com o índice inflacionário do município. Segundo o agravo, só de 2009 até o começo desse ano, a inflação gerada medida pelo INPC ficou em 34,35%, enquanto o aumento das passagens acumulado foi de 23,91%.

Os dados apurados que propõem elevação de 7,5% para recompor o equilibro econômico e financeiro do setor, foram apurados pela empresa Ernest & Young. É justamente esse parecer que está sendo apurado e questionado pelo Ministério Público de Minas Gerais. O órgão já abriu uma perícia para apurar os dados.
Várias empresas de ônibus que trabalham na cidade fizeram questão de recorrer da decisão. Em contrapartida, a desembargadora da 3ª Câmara Cível Ana Paula Caixeta também foi contra o aumento das tarifas.
Se o recurso for realmente julgado improcedente, as auto viações terão que se contentar com o preço praticado recentemente.
A prefeitura de BH não quis se pronunciar sobre a decisão do desembargador Kildare Carvalho.

Copyright © Preço de passagens de ônibus
CENTRAL DE PASSAGENS RODOVIÁRIAS

Built on Notes Blog Core
Powered by WordPress