Tag reservas rodoviárias

Polícia monitora preço de passagens de ônibus em terminal e garagem de PE

 

Policia monitora preço de passagens de ônibus

A Polícia Militar de Recife vai monitorar preço de passagem de ônibus que sair dos terminais rodoviários integrados, garagens das companhias de transporte público e corredores de ônibus. A medida é uma prevenção aos atos de vandalismo contra os veículos e tumultos que proíbam a circulação e operação dos transportes por causa da greve promovida por funcionários do setor na região nobre da capital de Pernambuco. Pessoas que praticarem qualquer tipo de ato que impeçam reservas rodoviárias rápidas e a travessia dos coletivos poderão ser presas, segundo o diretor integrado da PM, o coronel João Neto. A operação conta com rondas nas viaturas, bloqueios em locais estratégicos e câmeras de monitoramento.

O plano da polícia também se estende aos corredores exclusivos de ônibus e serão observados pelo sistema de vídeo monitoramento. Quem quiser se aproveitar do momento para cortar caminhos de carro por essas faixas vai ter problemas. Depois do quinto dia de protesto, o terminal rodoviário e uma das principais avenidas da cidade pareciam funcionar normalmente. Apesar disso, as paralisações no serviço de reservas rodoviárias continuam. O Sindicato dos Rodoviários alerta que a os motoristas e cobradores são orientados a parar as atividades logo depois de atender as primeiras linhas do dia e só voltam a funcionar na hora de buscar os passageiros do trabalho. Apesar das reivindicações serem fortes o Sindicato das Empresas de Transporte de Pernambuco, o Urbana-PE presidido por Fernando Bandeira garante que o salário do motorista no Recife é acima da média nacional.

No município de Olinda, os policiais tiveram que intervir em frente ao Terminal Integrado da PE-15.  Foi feita patrulhamento do Gati – Grupo de Apoio Tático Itinerante para manter a ordem. Graças à polícia, praticamente todas as viagens estão sendo cumpridas no horário normal e os usuários embarcam sem dificuldade mesmo com o número de veículos abaixo do que o habitual. Ao contrário da diminuição dos coletivos, o movimento de passageiros e pessoas aumentou nas reservas de ônibus online. No mesmo dia na rodoviária Integrada José Faustino dos Santos, localizado no Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife, a situação foi inversa. Com menos fluxo, aos poucos, quem ia chegando já ia embarcando e garantindo lugar nas poltronas.

Estudantes ganham desconto em passagem de onibus de Teresina

Descontos passagem de ônibus TeresinaPassagens de ônibus com descontos podem ser conseguidas por estudantes de Altos, na Paraíba, até Teresina (PI). O benefício proposto pela prefeitura do município está ajudando jovens cadastrados no programa Passe Legal, e está oferecendo desconto de 20% do transporte intermunicipal no trajeto Altos-Teresina-Altos. O desconto apenas é válido no percurso de aproximadamente meia hora e 40 quilômetros que separam as duas cidades do Piauí. O atual preço de passagens é de R$ 3 e com o desconto os estudantes passarão a pagar R$ 2.40. Auxílio determinado por lei e direito que os estudantes conquistaram com o passar dos anos.

O reajuste foi aprovado após reivindicações dos estudantes pela redução do valor cobrado pelo trecho que, anteriormente, era de R$ 4,00, valor alto para quem não tem salário e é obrigado a viajar todos os dias. Após protestos e manifestações contra o aumento no preço de passagens de ônibus, a prefeitura criou e empossou os membros do Conselho Municipal de Transporte Intermunicipal com o objetivo de subsidiar o valor municipal das tarifas do transporte público. No mês de julho, cerca de 860 alunos se cadastraram no programa que garante acesso à tarifa reduzida.  O Programa Passe Legal foi o nome designado para representar o Sistema de Bilhetagem Eletrônica na cidade de João Pessoa. Como cada cidade possui uma política administrativa diferente, este nome, escolhido pelo povo através de uma enquete, foi o vencedor para representar todas as características deste sistema na capital paraibana.

Foi a sete anos que o programa começou a sair do papel. Desde essa data, responsáveis pelo setor de transporte se reuniram inúmeras vezes para discutir sobre a compra de materiais, treinamento das equipes, análises e visitas técnicas. No final do ano passado, o sistema foi oficialmente lançado, com a participação do prefeito da capital e dos representantes das empresas de ônibus para a geração dos créditos que alimentam o serviço. Hoje o Passe Legal é um modelo para diversas capitais do país que implantam o sistema de bilhetagem eletrônica nos seus veículos coletivos, por ser uma alternativa inovadora e se diferenciar dos demais modelos de reservas rodoviárias.

Valor de passagem aérea está quase 1% mais cara do que 2012

 Preço de passagem aérea mais cara

O valor de passagem de viagens aéreas através de voos domésticos está quase 1% mais caro em relação ao preço da tarifa aplicada em 2011. O levantamento feito pela Anac – Agência Nacional de Aviação Civil detectou que a média cobrada por uma viagem dentro do país foi de R$ 294,83 no ano passado, aumento de 0,84%. Durante os últimos três anos, essa é a primeira vez que as passagens de avião ficam mais caras para uso particular. Mesmo com o reajuste, os bilhetes vendidos hoje são bem mais baratos do que eram comercializados há cerca de dez anos. Segundo nota publicada pela Anac, as companhias de aviação estão sofrendo com a elevação nos gastos gerados pelo setor de operação. O enfraquecimento da economia interna e o fortalecimento no preço de passagens de ônibus se tornaram fatores predominantes associados à valorização da moeda estrangeira, levando a realização de reajustes nas tarifas e diminuição na oferta de trabalho.

As mudanças refletiram negativamente no faturamento das aviações brasileiras. Tudo passou a ficar mais caro, o preço do combustível, o arrendamento, o seguro dos aviões e até a manutenção. Só no ano passado esses gastos chegaram a ser superiores a mais da metade do que foi gasto por todo o setor de viagem aérea do Brasil. A queda na procura pelas aeronaves desde o ano de 2011 ao contrário das reservas rodoviárias também justifica o endurecimento na comercialização dos serviços. De acordo com responsáveis pelas quatro das maiores companhias aéreas que atendem por aqui, o aumento é apenas uma adequação ao momento desfavorável da categoria. Antes mesmo de fidelizar e popularizar o serviço é preciso recuperar o dinheiro perdido e manter uma estabilidade econômica.

A TAM, Gol, Azul e Avianca, procuraram o governo federal para aprovar novas normas de redução ao custo das operações de aviões no Brasil, e assim, assegurar o preço de passagens aéreas sem aumento para os próximos meses. Dados do IPC – Índice de Preços ao Consumidor mostram que só no mês de julho deste ano os bilhetes de avião ficaram 8,53% mais caros. Mesmo com a comparação com os sete primeiros meses de o ano ser favoráveis e comprovarem que os preços deram uma baixada, a diferença com os 12 meses de 2012 revelam aumento de 16,11% nas passagens.

Valores de passagens de onibus podem mudar com o cartão BOM

Descontos preços de passagens cartão BOM

Os valores de passagens de onibus cobrados nos terminais da região metropolitana de São Paulo podem sair mais em conta no bolso do consumidor com a inclusão da linha de débito do Cartão BOM. O benefício é destinado para bilhetes de ônibus metropolitanos e pode começar a ser usado como cartão de débito pré-pago logo no início de outubro. O novo nome adequado para as compras de passagens, chamado de BOM + (mais), vai cobrar dos passageiros paulistas apenas uma taxa fixa com preço de passagens de ônibus de R$ 9,90 e poderá ter outras finalidades. Acontece que este cartão possui a bandeira Mastercard e por essa razão permite que o titular realize compras em qualquer loja ou estabelecimento comercial de qualquer natureza e pague outros serviços em locais credenciados e que recebam os créditos da empresa.

A comercialização e utilização do Cartão BOM passam das poltronas dos coletivos e do próprio comércio. Ele também é um facilitador para compras na internet. Para aproveitar as vantagens do cartão, cada usuário deve comprar o pacote do serviço desejado. Apesar de não ser possível utilizá-lo como cartão bancário para realizar saques em dinheiro, o preço de passagens acumulado pode ser aproveitado para carregar os créditos de aparelho celular. O que for depositado como crédito para viajar de ônibus não poderá ser revertido para outras aplicações, mesmo que elas sejam em compras. Apenas os valores do pré-pago é que podem ser usados para comprar as passagens rodoviárias.

O convênio que o cartão tem com bancos, loterias e até mesmo os estabelecimentos comerciais permitiu um pacote com pelo menos 10 mil pontos de recarga para serem usados inicialmente. O BOM + aceita que seus titulares possam acumular pontos para reservas rodoviárias e futuramente retirá-los em formas de pagamentos. Não é de hoje que o Bilhete de Ônibus Metropolitano já vem sendo testado pela população de São Paulo. Aproximadamente quatro milhões de pessoas dependem do transporte público na região, contando os ônibus intermunicipais e municipais, estações de trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos e o metrô. A intensão da Secretaria Municipal dos Transportes da cidade é ampliar pelo menos 10% deste número que muitas vezes nem tem oportunidade de utilizar as poltronas.

 

Procura por passagem rodoviária diária deve chegar a 700 mil

 

Maior procura passagem rodoviária

A procura por passagem rodoviária na capital de Minas Gerais deverá aumentar depois que o novo sistema de transporte coletivo for implantado na cidade. Trata-se dos eficientes corredores de ônibus do modelo BRT, parecidos com o que já foram construídos em Curitiba e São Paulo. A prefeitura de Belo Horizonte acredita que 700 mil passageiros passarão pelas linhas diariamente. O prognostico é responsável por dois destinos, um deles através dos trajetos municipais onde se acumula o maior número de passageiros, cerca de 420 mil pessoas, o que representa superioridade na estatística populacional de todas as cidades do Estado mineiro. O restante, pouco menos de 300 mil, é oriundo de faixas metropolitanas.

Atualmente cerca de 1,58 milhão de mineiros são passageiros de ônibus. Imaginar que com os corredores 700 mil reservas rodoviárias serão compradas todos os dias é o mesmo que acrescentar 40 mil viagens do que já é feito habitualmente. São novos adeptos ao transporte coletivo, somando 1,62 milhão de passageiros por dia. Para dar resultado, as obras precisam respeitar todos os quesitos estabelecidos no contrato. Erros na conclusão delas pode atrasar o projeto.  O corredor BRT vai passar ao lado das principais vias de acesso de Minas Gerais, como as avenidas Antônio Carlos/Pedro I; Paraná/Santos Dumont e Cristiano Machado. Até agora, a prefeitura de BH foi obrigada a multar a empresa responsável pela consultoria e fiscalização de parte das imediações, no valor de R$ 1 milhão.

Trechos como a Avenida Antônio Carlos precisaram ser refeitos para ampliar a área por onde os ônibus passarão e oferecerão as reservas rodoviárias rápidas. A prefeitura destruiu parte dos concretos da avenida. O prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, disse que a punição imposta em contrato assegurou a prefeitura das incapacidades da empresa contratada para realizar o gerenciamento na Avenida Antônio Carlos. Segundo ele, a consultora não fiscalizou as obras, nem cumpriu o contrato e por isso os erros apareceram e atrasaram o prazo de entrega. Para o prefeito, o que aconteceu em Minas, é reflexo de más administrações políticas do Brasil, mas comemora a possibilidade de ver o preço de passagens continuar o mesmo e a demanda pela compra aumentar.

ABC Paulista reduz valor da passagem

 Diminui valor de bilhetes rodoviários no ABCD Paulista

O valor da passagem cobrado pelas operadoras de ônibus da região do ABCD de São Paulo teve baixa no último levantamento do mês de maio. Segundo dados anunciados pelos prefeitos da região que fazem parte do Consórcio Intermunicipal do ABC, as tarifas cobradas dos transportes públicos a partir do dia 15 de maio de 2013 sofrerão redução. Desonerar impostos como o PIS/Cofins para subsidiar benefícios e descontos é um processo muito utilizado por prefeitos do Estado de São Paulo e nesta ocasião não foi diferente. A medida só vai acontecer porque os impostos sobre os ganhos das companhias de viação serão cortados.

Por enquanto apenas o preço de passagens de ônibus com o valor de R$ 3,30 será modificado. O acrescimento garante uma economia ao passageiro de 10 centavos, ou seja, os bilhetes passarão a custar R$ 3,20. As cidades paulistas que possuem tarifas com este valor e que podem comemorar a mudança é Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Mauá e Ribeirão Pires. O preço de passagens rodoviárias atualizado é o mesmo cobrado pelos coletivos municipais de São Paulo, trens da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos e o Metrô. Assim todos os municípios passam a operar com o mesmo valor, apenas se diferenciando nas integrações e disponibilidade de linhas para veículos de menor capacidade.

Para cidades onde os valores são iguais ou menores aos do benefício, nada vai mudar. É o caso de Diadema, onde as reservas rodoviárias são de R$ 3,20 a unidade e em Rio Grande da Serra, com tarifas a R$ 3,00. A prefeitura de Diadema preferiu manter o mesmo valor cobrado nos serviços de transporte público da cidade. As viagens entre ônibus municipais e os ônibus e trólebus da Metra realizadas de forma gratuita também continuarão. O prefeito Lauro Michels explica que são os subsídios responsáveis pela gratuidade do serviço. Os municípios devem modificar os preços das tarifas de seus ônibus municipais através de decretos. O Consorcio Intermunicipal do ABC é composto por sete municípios do Grande ABC que juntos planejam articulações e definem atuações de âmbito regional.

Baixo preço de passagens de ônibus é prioridade no Brasil

 

 Baixos preços de passagens rodoviárias

Baixar o preço de passagens de ônibus pode ser um dos grandes segredos para garantir a popularidade do transporte coletivo em alta, ajudar a combater os altos índices de poluição urbana e proporcionar uma melhor qualidade de vida para a população que vive nas cidades. O tema é tão importante e vem sendo repensado que foi assunto principal durante o 2º Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável, realizado em mês de abril. Na ocasião, vários prefeitos presentes relataram os benefícios que tiveram com os incentivos relacionados ao transporte público e obras no setor rodoviário. Ao contrário do que muitos imaginam investir neste setor pode trazer inúmeras benfeitorias para uma cidade inteira.

Mais a frente das reservas rodoviárias, por serem mais práticos para construir e resolver boa parte dos problemas de locomoção sem gastar fortunas, o que mais chega ser testado em relação a obras de mobilidade urbana são os corredores de ônibus. Apesar de parecer modesto, o projeto é inovador. Com espaço, os coletivos se tornam mais velozes e ônibus maiores e mais equipados podem trafegar, oferecendo melhores condições de viagem e assim atraindo motoristas de automóveis para que passem a utilizar o serviço. Além das obras, o preço de passagens esta ganhando destaque nas discussões políticas. Para José Fortunati, atual presidente da Frente Nacional dos Prefeitos, chegou o momento dos municípios formarem uma assembleia para reivindicar abatimentos nos preços cobrados pelas companhias de transporte público, incluindo os trens e metrôs.

O ideal seria que o valor fosse acessível para todos, sem exceções, considerando que nem todos tem condições reais de embarcar em um transporte se quer. Segundo o responsável pela Frente Nacional dos Prefeitos, o governo de Dilma Rousseff também quer ver o preço de passagens rodoviárias diminuir. Existem projetos que até defendem que as passagens de ônibus deveriam ser gratuitas, já que é direito de todos os cidadãos terem acesso ao transporte público. A proposta ainda não foi aprovada por definitivo no Senado. Com melhor desempenho durante as viagens rodoviárias, mais conforto e preços mais justos a procura pelos ônibus certamente deverá ser maior.

Preços de passagens de ônibus compromete companhia de Macaé

 

Os baixos preços de passagens de ônibus para Macaé, no norte de Rio de Janeiro estão superlotando os veículos coletivos da cidade. Acontece que os valores foram reduzidos apenas para R$ 1,00 e por isso a procura pelos ônibus só vem crescendo. Antigamente o preço de passagens para a cidade era de R$ 2,00 e mesmo assim a lotação sempre foi atingida durante os horários de pico. Em contrapartida, existem algumas pessoas que já estão preferindo gastar até três vezes mais e ir de carro do que pegar o congestionamento dentro e fora dos ônibus municipais. A responsável pelo benefício foi à prefeitura de Macaé, ela sancionou uma lei para diminuir a taxa cobrada pelas companhias de ônibus do município e todos os vereadores aprovaram o projeto por unanimidade, porém não levou em consideração o número excessivo de passageiros rodoviários.

A prefeitura pretende subsidiar o valor cobrado atualmente pela tarifa, o que é equivalente a R$ 3,16 no total. A verdade é que diminuir ainda mais os valores, gerando passagens promocionais de ônibus sem aumentar a frota dos veículos coletivos é uma ação tanto quanto perigosa. Só nas linhas que cobrem a região do Parque de Tubos, a elevação nas vendas de passagens prejudicou a companhia encarregada. A maioria dos coletivos embarca lotada, e em alguns casos acabam pulando pontos, devido à superlotação. Apesar de o preço ser excelente, as pessoas estão reclamando dos atrasos e dos apertos quando estão viajando nos horários de maior movimento. A dificuldade para se deslocar na cidade é grande.

Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura de Macaé, o número de reclamações só começou a surgir com a diminuição do custo de reservas rodoviárias e a elevação na procura pelas viagens de ônibus.  Para sanar o problema, a prefeitura garantiu que até julho deste ano, mais 46 novos ônibus deverão se unir a frota atual que já conta com 200 modelos. Enquanto isso só resta cobrar da própria companhia, melhorias no tratamento e conforto de seus passageiros. De acordo com a Sit, empresa responsável pelo deslocamento da população, a maior procura para se viajar acontece nos horários de pico e que raramente registram superlotação.

Passagem rodoviária pode custar menos em Santo André

O preço da passagem rodoviária para quem anda em Santo André deve ser alterado com a implantação do Bilhete Único. Se o projeto de lei feito pelo prefeito da cidade, Carlos Grana for aprovado pela Câmara Municipal de Santo André, o beneficio vai ficar sempre a disposição da população, independente de quem entre ou saia do governo. Bom para quem depende do transporte público e reclama do preço de passagens, já que o orçamento do projeto foi aprovado e deve começar a funcionar em maio de 2013, assim que acabar o período para que todas as companhias se modernizem ao sistema. Com a mudança o prefeito acredita atingir rapidamente uma média de 8,1 mil viagens do total de percursos realizados frequentemente.

Para oferecer o serviço aos seus passageiros às companhias de viação, mais de R$ 3 milhões foram aplicados em equipamentos de leitura. A vantagem vista com a aplicação do Bilhete Único não está apenas na disponibilidade das reservas rodoviárias rápidas, mais também na circulação de mais 50 veículos novos que completaram a frota responsável pela licitação na cidade. A medida vai ajudar a melhorar o trânsito com a divisão programada nas áreas centrais de Santo André até outras regiões. Quanto mais pessoas utilizarem os ônibus, menos carros estarão circulando na cidade paulista. De acordo com informações da SA-TRAS de Santo André Transportes, a cidade conta com 396 veículos de transporte coletivo para atender as 48 linhas disponíveis. A média registrada pela entidade em dias normais é de 4,3 mil totalizando 300 mil deslocamentos mensais.

Com o Bilhete Único, reservas de ônibus online vão se tornar mais vantajosas. O pagamento é mensal e o passageiro pode embarcar em quantos ônibus for necessário para chegar até onde pretende respeitando o tempo máximo de 90 minutos de saída. Se já tiver pagado seu bilhete de volta, o mesmo acontece até que o ônibus deixe o passageiro no mesmo ponto de partida do embarque, podendo utilizar mais de um veículo em uma viagem. Carlos Grana garante que o Bilhete Único vai ajudar a reduzir os valores das reservas rodoviárias e melhorar o fluxo de veículos nas ruas.

 

Gasolina pode baixar preço de passagem de ônibus

 

Se depender dos esforços de vários prefeitos o preço de passagem de ônibus poderá baixar caso a Câmara dos Deputados aceite que os recursos do imposto sobre combustível, a Cide possa ser utilizada para subsidiar as tarifas dos ônibus coletivos. Vários prefeitos de variadas regiões do Brasil estão reivindicando que o imposto possa ajudar na circulação de pessoas que dependem do transporte. Eles encaminharam aos presidentes da Câmara, Henrique Eduardo Alves, e do Senado, Renan Calheiros, uma série de propostas que diz respeito ao preço de passagens rodoviárias. A mais solicitada é a mudança no repasse feito pela Cide, para que os municípios possam auxiliar as companhias de transporte no Brasil, e assim reduzir por algum tempo o aumento dessas tarifas individualizadas.

João Coser, ex-prefeito de Vitória e agora presidente da Frente Nacional de Prefeitos, explica que em média um centavo de repasse significa três a menos no preço de passagens. Em casos como São Paulo, existem outras preocupações e dívidas que precisam ser quitadas. Para resolvê-las, o prefeito Fernando Haddad, acredita que é preciso que a mudança de indexador dos débitos municipais aconteça. Quem corrige as dívidas geradas pelos municípios brasileiros é o IGP – Índice Geral de Preços obrigando seus devedores a pagarem juros de até 9%, o que compromete o trabalho dos governantes, tornando as dívidas verdadeiras bolas de neve. O que impede que seja investido mais em mobilidade urbana, por exemplo.

Para que o prefeito de São Paulo pudesse controlar melhor suas receitas é preciso que as taxas sejam reduzidas em pelo menos metade do que vem sendo imposto hoje. A dívida da capital paulista só com a União esta em torno de R$ 50 bilhões com juros que se aproximam de 17% por ano. Se as reservas rodoviárias baixarem muita gente vai festejar. É o caso de Jandira Medeiros Costa, de 54 anos, que depende dos serviços rodoviários e sabe que a diminuição de alguns centavos pode fazer diferença no final do mês. “Vou economizar um bocado se a tarifa aqui em Campinas diminuir. Quando a tarifa subiu no ano passado, tive prejuízo depois de alguns meses. Agora sei o quanto isso é importante para mim”, desabafa.

Copyright © Preço de passagens de ônibus
CENTRAL DE PASSAGENS RODOVIÁRIAS

Built on Notes Blog Core
Powered by WordPress