Tag preco das passagens

Diferença entre preço de passagens aéreas pode ser crime

passagem caraPesquisar o preço da passagem aérea mais barata antes de decolar, pode revelar cobranças abusivas entre linhas e empresas do setor, que o consumidor nem mesmo se dá conta. Foi isso que aconteceu com a impressão de quem reservou as passagens aéreas saindo ou chegando ao estado do Acre, pela companhia Gol ou Latam Airlines, antiga TAM. Ambas as empresas estão sendo investigas pelo Ministério Público, por cobrarem taxas e valores abusivos em suas passagens. A pedido do MP, as medidas propostas na ação podem entrar em vigor antes mesmo de o processo ser julgado. A ação também irá investigar dois sistemas de milhagem que fazem parte da comercialização das passagens áreas das respectivas empresas. Além de multa no valor de R$ 300 mil, as companhias aéreas poderão ter de pagar indenização por dano moral coletivo no valor de R$ 2 milhões.

 

Passagem era vendida 250% mais cara
Observada por consumidores, a diferença de preço das passagens de Rio Branco foi monitorada por vários meses, para que se comprovasse que realmente a cobrança estava desproporcional ao padrão comercializado em outros trechos com a mesma distância. Os comparativos analisados pelo Núcleo de Apoio Técnico (NAT) mediram os custos entre os municípios de Macapá, Porto Velho e Manaus, envolvendo Rio Branco. No primeiro paralelo, a constatação de que o preço está desproporcional. No trecho de Rio Branco e Porto Velho até Brasília, que corresponde a uma distância de 1.910 km e 2.267km, entre as capitais, o percurso mais curto está mais caro do que o mais demorado, considerando que a diferença entre as linhas é de aproximadamente 20%. Pelo o que o Ministério Público do Acre averiguou, a variação entre o valor das passagens adquiridas tanto no programa de milhas da TAM/Multiplus, quanto nos pontos da Gol/Smiles, pode chegar a 250%. A ação que pretende garantir ao consumidor um preço justo pelo serviço deve ser aplicada em outras linhas e estados brasileiros.

Passagem aérea é o maior item inflacionário de Ribeirão

Plano de saúde vai subir em julho.

Plano de saúde vai subir em julho.

As passagens aéreas ajudaram a inflação do município paulista de Ribeirão Preto decolar. Só os bilhetes das aeronaves responderam por 24,5% do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) no mesmo período do ano passado, que na ocasião apenas correspondia 0,562% do reajuste tarifário. O levantamento é da Associação Comercial e Industrial (Acirp) que realiza o mapeamento dos valores com ajuda da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Para especialistas, o aumento no preço das passagens de avião se dá a demanda das férias escolares que se aproximam, associada à falta de promoções e descontos promovidos periodicamente pelo setor. A variação não está só entre o período anual, já que a pesquisa comprovou que o aumento também foi exorbitante em comparação com os últimos 60 dias. Segundo o levantamento, as passagens aéreas foram um dos itens mais caros desse primeiro semestre. Sem as promoções, a tendência do valor para ter o transporte é só aumentar. É por isso que em meses com pouca procura pelas viagens, o serviço aéreo tende a encarecer. Além deste cenário desfavorável, a cidade de Ribeirão Preto não tem grande potencial para voos domésticos, já que o próprio setor admite que a maioria dos embarques é realizado para viagens comerciais.

Inflação de Ribeirão Preto
Com o aumento de 0,56% em maio, a inflação acumulada no ano em Ribeirão chega a 3,76%. É um número muito elevado para ser gerenciado até o final do ano. Apesar de tudo, a expectativa é que para o segundo semestre a inflação tenha uma queda gradativa. Com o movimento, os preços não deverão ficar mais acessíveis, mas por outro lado também não subirão. Novos fatores que englobam as taxas de serviços e produtos básicos podem destorcer essa perspectiva econômica que também é enfrentada por diversas cidades de São Paulo e de outros estados do Brasil. Já está previsto o aumento no orçamento de quem paga pelo convênio médico particular. O reajuste aprovado no preço do plano de assistência médica foi aprovado para vigorar no mês que vem. O valor acumulado da inflação de Ribeirão Preto soma 5,04%, nos últimos 12 meses.

Aeroporto de Viracopos venderá passagens rodoviárias

Aeroporto Internacional de Viracopos fica em Campinas.

Aeroporto Internacional de Viracopos fica em Campinas.

Embarques rodoviários no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, deverá se tornar comum, nas próximas semanas. Graças a uma parceria firmada com a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), o local oferecerá duas linhas de ônibus com acesso às cidades de Paulínia, Indaiatuba, Vinhedo e Valinhos. A novidade está sendo implantada para suprir uma antiga necessidade dos clientes das aeronaves. De um tempo pra cá o número de interessados no transporte rodoviário teve aumento significativo, principalmente os que desembarcam no aeroporto, com destino a outras cidades do interior de São Paulo. Chamado de Viracopos Bus Service, os ônibus terão configurações do tipo executivo, com ar-condicionado, internet sem fio, toalete e compartilhamento de bagagens.

Os dois itinerários dividirão 20 horários de ônibus para cada linha atendida pela auto viação. A rota até o município de Paulínia será realizada por quatro veículos rodoviários, enquanto em Vinhedo, dois ônibus ficarão à disposição. O preço das passagens ainda está em análise, mas pode custar algo parecido com o que é comercializado na capital. Lá, o Aeroporto de Guarulhos também já implantou o serviço rodoviário para quem deseja se deslocar de Congonhas a Guarulhos. A passagem com preço de ida e volta custa R$ 42,00. A viagem de ônibus entre a rodoviária de Indaiatuba e Paulínia tem duração aproximada de 1h30. É um trajeto relativamente longo, já que a distância entre as cidades é de 67 quilômetros.

A administradora do aeroporto espera que no mínimo 300 a 400 usuários embarquem diariamente em uma das linhas rodoviárias. A implantação valerá como teste para futuros trajetos de ônibus na intermediação de Viracopos até outras cidades de São Paulo. A linha entre Americana e Campinas é a próxima da lista a entrar na rota aérea. O caminho também ligará o município de Santa Bárbara d’Oeste. O Consórcio da Bus+ licitado para incrementar o serviço integrado ao aeroporto é formado pelas empresas Jota Jota, Capelini, Metrópolis, Fênix, Campestre e Salamanca. A empresa está livre para operar as linhas regulares (comum e seletiva) do transporte metropolitano, que interligam os 20 municípios da RMC, pelos próximos 15 anos.

Viações querem aumento de 18,3% em passagens rodoviárias

Custos foram somados pelo Seopa.

Custos foram somados pelo Seopa.

Empresas responsáveis pelo transporte público de Porto Alegre se uniram para pedir um aumento de quase 20% no preço das passagens rodoviárias, vendidas na capital. A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) recebeu o pedido oficialmente, através de uma documentação protocolada pelo Sindicato das Empresas de Ônibus de Porto Alegre (Seopa). Na prática, o valor das passagens saltaria de R$ 2,95 para R$ 3,49. Para o Seopa, o aumento vem suprir a falta de subsídio em custos de operação elevados com o aumento no preço do óleo diesel e os benefícios pagos aos trabalhadores da categoria. Só no combustível, as empresas rodoviárias enfrentam um aumento de 12,57%.

A remuneração de funcionários somada as melhorias do vale-alimentação também deixou as despesas dos auto viações pelo menos 10% mais caras. Nos últimos dois anos, as passagens de ônibus de Porto Alegre só subiram 3,5%, passando a serem comercializadas 10 centavos mais caras. Se comparado com outros setores básicos que compõem a economia, realmente o transporte rodoviário está com taxas defasadas. Na visão da prefeitura da cidade, o acordo firmando entre operadores e operadora, deve proporcionar aumentos na hora de passar pelas catracas dos ônibus. Mesmo com o reajuste previsto, o prefeito José Fortunati se diz satisfeito com a valorização salarial que a categoria conquistou na cidade.

Segundo ele, este é o maior salário pago entre profissionais do setor, em todo o país. Com o que foi dito não dá para se empolgar, tudo indica que realmente o bilhete rodoviário vai subir. Ainda este ano, o sindicato dos motoristas e cobradores aprovou um reajuste salarial de 8%. Com o aumento, um motorista de ônibus passa a ganhar R$ 2 mil ao mês, enquanto o cobrador tira até R$ 1,2 mil para trabalhar durante 7 horas, em linhas municipais. Os dados são da Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP). Em comparação com outras capitais, o preço das passagens de ônibus em POA está bem mais acessível. Em São Paulo o último reajuste foi de 50 centavos, já no Rio de Janeiro, é preciso pagar mais 40 centavos para embarcar.

Preço de passagens 2015 sobe em quatro capitais

Passagens de ônibus do Rio de Janeiro estão mais caras.

Passagens de ônibus do Rio de Janeiro estão mais caras.

Pelo menos quatro capitais brasileiras já aumentaram ou pretendem reajustar o preço de passagens 2015. Segundo anúncio oficial, quem precisa pagar para embarcar nos ônibus de São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e Boa Vista (RR), já deve tirar as moedas do “cofrinho”. A prefeitura da maior cidade do país já havia informado que a passagem rodoviária ficaria 50 centavos mais cara, a partir do dia 6 de janeiro. Com o aumento, o reajuste médio da capital paulista fechou em 7,92%. Até o final de 2014, o bilhete rodoviário era comercializado por R$ 3,00. A boa notícia é que as tarifas do Bilhete Único nas modalidades mensal, semanal e diário, com validade de 24 horas, não estão enquadradas neste reajuste.

O Rio de Janeiro é outra capital que não nega o aumento. Até fevereiro, o serviço das barcas e trens deve ficar mais caro. Segundo a prefeitura da cidade, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) trabalha para calcular o novo valor tarifário, que atenderá o pedido das concessionárias. A CCR Barcas está autorizada a comercializar a tarifa no valor de R$ 5,00, enquanto a Supervia poderá cobrar R$ 3,30 por cada passagem. As passagens de ônibus de Salvador já estão mais caras. O reajuste praticado no primeiro dia do ano acompanha o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), elevando a tarifa em 7%.

Segundo a Secretaria Municipal de Urbanismo e Transporte (Semut), além do aumento, a partir deste semestre, o modal de transporte público terá operação de três consórcios de empresas, divididos em trajetos no centro, Plataforma e orla de Salvador. Em Boa Vista, capital de Roraima, o preço das passagens subiu discretamente. Agora, quem depende do transporte público terá de pagar 20 centavos a mais, por um bilhete que já custava R$ 2,60. Estudantes só pagam R$ 1,40 para embarcar. Quem mora no Distrito Federal, Macapá, Porto Velho, Recife ou Palmas não sofrerão com os temidos reajustes nos valores das passagens até o final de 2015. Pelo menos foi esse o trato firmado entre concessionárias e poder público, ainda no ano passado.

Preço de passagens aéreas está 400% mais caro neste Natal

Passagens Aéreas estão 4 vezes mais caras.

Passagens Aéreas estão 4 vezes mais caras.

Quem ainda não reservou as passagens aéreas não irá gostar nem um pouco do que terá de desembolsar para garantir os voos da família, durante as vésperas do Natal e do Réveillon. Dependendo do destino nacional e internacional escolhido, o preço de passagens pode fica quatro vezes mais caro do que vem sendo comercializado pelas principais companhias de avião. Mineiros que pretendem sair da capital com destino a cidade maravilhosa, para aproveitar o calor nas praias cariocas, terão de pagar quase R$ 1 mil para garantir um bilhete de ida e volta. Com o mesmo custo, em março do ano que vem, já é possível garantir o embarque aéreo de mais quatro passageiros.

O pior é que, mesmo a mais de um mês das datas comemorativas deste final de ano, o valor das passagens de avião já decolou. Com a procura acentuada entre datas e feriados próximos, viajar de avião neste fim de ano, se torna algo bastante inviável financeiramente. A solução é fazer uma verdadeira varredura na internet em busca das melhores oportunidades, substituir o itinerário para amenizar o custo da viagem, ou quem sabe, trocar as aeronaves pelos ônibus, em linhas interestaduais de menor distância. Passar a virada do ano fora de casa também não é boa idade para o bolso dos passageiros aéreos.

Se os preços forem comparados com as mesmas linhas disponíveis no Natal, o prejuízo é ainda maior. Se o destino for Copacabana (Rio de Janeiro), prepare-se para arrombar o bolso. A cidade é uma das mais procuradas no Réveillon e por isso, hospeda um dos bilhetes mais caros nesta época do ano. Para se ter uma ideia, um voo de Florianópolis ao Rio está 167% mais barato, dias antes da última semana do ano. Engana-se quem pensa que viajar para fora do país, estará livre das porcentagens malucas impostas pelo setor. Para seguir rumo a Paris, é preciso desembolsar R$ 7.337, no Réveillon. Em dias normais, a passagem pode ser adquirida por menos da metade. A recomendação das companhias aéreas é reservar a viagem 90 dias antes do embarque acontecer.

Preço de passagens 2014 cai pela primeira vez em Campinas

O preço das passagens rodoviários é o mais baixo durante os últimos quatro anos.

Passagem de ônibus de Campinas fica 50% mais barata no Dia das Crianças.

Pela primeira vez no ano, o preço de passagens de ônibus para ser transportado entre os bairros de Campinas, no interior de São Paulo, caiu pela metade neste último domingo (12). Por causa da comemoração ao Dia das Crianças e de Nossa Senhora Aparecida, a prefeitura da cidade resolveu subsidiar parte do valor das passagens para estimular passeios e facilitar a locomoção durante o feriado. Chamado de “Passe Lazer“, o projeto inclui diferentes edições, que gera descontos para passageiros do sistema de transporte coletivo, que apenas utilizam o Bilhete Único para embarcar.

Quem apenas paga as passagens rodoviárias com o Bilhete 1 Viagem, fornecido recentemente para adaptação dos passageiros ao novo sistema de bilhetagem eletrônica da cidade, também pôde garantir o desconto durante o domingão. Esse tipo de serviço é mais atrativo para quem não viaja de ônibus diariamente e apenas se preocupa em comprar a passagem, quando precisa se deslocar. A versão do bilhete é adquira dentro dos veículos, e é vendida por unidade, para ser usada na mesma viagem. No domingo o preço de passagens 2014 para quem pagou com o Bilhete 1 Viagem foi praticado em R$ 3,65, com R$ 1,65 destinado a tarifa e R$ 2 do “casco”, valor que pôde ser reembolsado em postos autorizados.

Apenas os que embarcam nos ônibus rodoviárias de Campinas portando os cartões de Bilhete Único Escolar e Vale-Transporte não puderam aproveitar o desconto de 50% no preço dos bilhetes rodoviários. Viagens para idosos e outros benefícios concedidos pelo setor rodoviário também não foram incluídos no projeto durante o último feriado. Sempre que houver promoções e descontos especiais em Campinas, é preciso ficar de olho e denunciar se as companhias de ônibus praticarem a cobrança indevida da tarifa. Para isso, a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) pede para que os usuários anotem o horário, a linha atendida e o prefixo do veículo, e posteriormente encaminhem as informações por telefone, através do número (19) 3772-1517.

Auto viações querem aumentar preços de passagens de ônibus

Pedido de aumento do Setap levanta suspeitas.

Pedido de aumento do Setap levanta suspeitas.

Os embarques rodoviários de Macapá, no Amapá, podem ter os preços de passagens de ônibus mais caros do Brasil, se a prefeitura da cidade perder ação judicial movida pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Amapá (Setap). Segundo o órgão que representa as auto viações em circulação no município, o valor das passagens deve ficar 30% mais caro. Isso porque o setor está passado por dificuldades financeiras e não está conseguindo arcar com os custos de operação do sistema. Se a reajuste vigorar, o bilhete rodoviário comercializado por R$ 2,10 vai para R$ 2,75. A queixa feita pelo Setap diz que essa já é a quinta vez em que as empresas se reúnem para brigar pelo aumento. Segundo o sindicado, faz mais de 10 anos que a prefeitura não aprova um reajuste gradual no preço das passagens, levando em consideração o que está sendo gasto pelas companhias rodoviárias. Além de tudo, também está sendo feito o pedido da redução de tributos para a aquisição de óleo diesel, à Companhia de Trânsito e Transportes de Macapá (CTMac).

Enquanto o valor tarifário não é decidido, a sugestão da Setap é aumentar a passagem para R$ 2,50 na tentativa de minimizar os custos gerados com funcionários e com o combustível. A CTMac já se mostrou desfavorável ao pedido de aumento dos bilhetes. Segundo a diretora da instituição, o valor cobrado atualmente nas catracas já é compatível com a quantidade de ônibus e a qualidade oferecida pelo serviço. A frota que transporta a população atualmente é composta por 190 veículos. Ainda segundo a direção da CTMac, só no último ano, o setor registrou aumento de 1 milhão de passageiros e viu os impostos federais, estaduais e municipais caírem. Em contrapartida, o Ministério Público está investigando um esquema envolvendo diretores do sindicato e uma perita da Justiça que teriam fraudado em 2007 as planilhas de custos repassadas para a prefeitura de Macapá. As investigações apontam um acordo entre a perita e a direção do sindicato, a fim de aprovar todos os pedidos, sendo que o parecer autorizando o aumento foi elaborado pelo próprio Setap, com a inclusão de gastos inexistentes.

Combustível é o principal vilão do preço de passagens 2014

Preço de passagens aéreas subiu no último ano.

Preço de passagens aéreas subiu no último ano.

Quem viaja de avião no Brasil nem imagina que praticamente metade do valor da passagem pago para embarcar é destinado apenas para cobrir o combustível gasto em cada operação. Essa pelo menos é a justificativa dada pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), que viu o preço de passagens 2014 decolar depois de mais de 10 anos. Segundo dados da própria organização, há 11 anos, os clientes do setor aéreo não sabem o que é pagar por um aumento inflacionário, já que só no período de 2002 a 2013, as passagens aéreas chegaram a ficar 44% mais baratas. Em contrapartida, só este ano, viajar com as companhias aéreas ficou 4% mais caro em relação ao ano passado. Parece pouco, mas faz muita diferença quando se paga para ir e voltar em longas malhas viárias.

O custo do querosene que move as aeronaves também revela outro dado interessante. Segundo a Abear, geralmente é mais lucrativo viajar de avião para outros países do que circular dentro do próprio país, onde o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) cobrado sobre o querosene de aviação varia de 12% a 25%, de acordo com a localidade. Além do combustível, o câmbio e a oferta também fazem o valor das passagens de avião subirem. Quando a demanda por determinada linha aérea, em um período específico do mês é relativamente maior, o preço também fica sujeito a ter elevações, caso que aconteceu no mês passado, durante a Copa do Mundo.

Diante da realidade desfavorável para empresas de aviação, o mercado rodoviário voltou a ser uma boa opção para os que precisam realizar viagens interestaduais. Além do preço mais acessível, os serviços de bordo são variados e a tecnologia na hora de reservar as passagens também agrada a maioria dos consumidores. No setor rodoviário, o serviço que mais sofre com o aumento no preço dos combustíveis, são as frotas rodoviárias, aquelas de ônibus coletivos que realizam viagens intermunicipais e urbanas. No aéreo, os combustíveis representam 42% do preço das passagens no Brasil, e pelo menos 33% no mundo todo.

Valor da passagem de ônibus de Paranavaí sobe pela segunda vez

O preço de passagens rodoviárias para linhas interestaduais está mais caro em Belém do Pará, durante o feriado de Carnaval.

É preciso aposentar o carro para baratear as passagens.

Esta já é a segunda vez que a prefeitura de Paranavaí anuncia reajustes no valor da passagem de ônibus rodoviários. O último aumento registrado há oito meses na cidade paranaense elevou o preço tarifário para R$ 2,55 que agora passa a ser comercializado em R$ 2,70. O acrescimento de 6,5% nas passagens rodoviárias é visto como necessário pela companhia responsável pelo transporte municipal, a Viação Cidade Paranavaí. No último reajuste promovido no final de ano passado, o preço das passagens ficou R$ 0,14 mais caro.

Segundo gerente da companhia Cidade Paranavaí, desde 2012 a empresa está trabalhando no limite sem poder lucrar com a defasagem das tarifas em comparação com o que é gasto nos combustíveis, em operação e no piso salarial dos motoristas que passaram a receber um aumento de 32% em carteira. Apesar de o prefeito Rogério Lorenzetti não subsidiar o transporte público da cidade, precisa aprovar cada alteração no preço das passagens de ônibus, já que é ele quem paga metade das gratuidades nas passagens de ônibus de estudantes e idosos do município, além de regularizar o serviço. Mesmo com o espanto no novo valor praticado na rodoviária de Paranavaí desde o dia 6 de agosto, a Câmara Municipal garante que o custo poderia ter sido ainda maior se a tarifa rodoviária se baseasse no Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) e no salário mínimo.

O reajuste é um realinhamento de preços e demanda que deve ser feito todos os anos para que não haja aumentos descomunais de uma só vez. A Viação Cidade Paranavaí atende 16 linhas com ajuda de 15 ônibus rodoviários que transitam por todos os pontos da cidade de hora em hora. A empresa conta com 42 motoristas registrados e não possui nenhum cobrador. A direção da companhia rodoviária garante que a frota rodoviária é renovada a cada quatro anos e meio. Para a auto viação, quanto menos o transporte coletivo for utilizado e mais pessoas preferirem andar de carro e de moto, mais difícil será de encontrar passagens rodoviárias a preços baixos.

Copyright © Preço de passagens de ônibus
CENTRAL DE PASSAGENS RODOVIÁRIAS

Built on Notes Blog Core
Powered by WordPress