Tag ônibus de Porto Alegre

Gaúchos recarregam cartão para fugir de reajuste nas passagens

viajar de ônibusQuem não carregou, não carrega mais. Depois que a prefeitura de Porto Alegre anunciou que o preço das passagens rodoviárias da capital irá sofrer reajuste, foi uma correria danada. Tudo para garantir a última recarga do cartão TRI com o valor atual. O anúncio dado em meados do mês passado garante que os embarques ficarão 50 centavos mais caro – um aumento que fará muita diferença no orçamento de quem depende do veículo para ir e voltar do trabalho. É o caso de Elza Maricotto, 40 anos, que utiliza o coletivo para atravessar o centro da cidade, até chegar ao condomínio, onde trabalha.

Ela enfrentou filas para fazer a última recarga, depois que soube pelo rádio que o preço da passagem irá subir. O valor da recarga antiga tem validade para os próximos 60 dias. Elza disse que não sabe com a empresa irá reagir diante do reajuste, já que ela recebe o benefício do vale transporte para poder se deslocar de ônibus. Quem tem que tirar o “dimdim” do bolso está preocupado, como conta a vendedora Monica Souza, que pega em média, quatro ônibus para visitar o comércio em busca de trabalho. “Quem mora longe sofre mais com esse tipo de aumento. Infelizmente não vou poder me deslocar como antes, até que eu consiga um emprego”, lamentou.

Praticado em R$ 3,25, o valor da passagem de ônibus de Porto Alegre passa a valer a partir do mês de março R$ 3,75, em linhas urbanas e coletivos de integração entre os bairros da cidade. O aumento faz parte da nova licitação do transporte público de POA. O documento também garante a renovação de 296 coletivos e prevê tarifas maiores em lotações, saindo de R$ 4,85 para R$ 5,60. O aumento é correspondente a mais de 15% do valor atual, sobe cálculo acrescido pela inflação (IPCA) dos últimos sete meses e do dissídio dos rodoviários – a categoria recebeu aumento salarial de mais de 11% – o maior entre todas as capitais do Brasil.

Novos ônibus de Porto Alegre podem encarecer preço da passagem

Porto Alegre ganhará nova frota de veículos.

Porto Alegre ganhará nova frota de veículos.

As passagens rodoviárias de Porto Alegre podem ficar mais caras com a renovação da frota que comandará o transporte público da capital do Rio Grande do Sul. Os novos veículos fazem parte de uma das recomendações previstas em contrato, que deverá ser assinado até o final do ano. O documento é válido para operações rodoviárias durante os seis primeiros meses de 2016. Neste período, a companhia de ônibus que integrar o novo serviço de transporte coletivo na capital, terá direito a reajustar o preço da passagem de ônibus em até duas oportunidades, durante o ano que vem. O que tudo indica é que em fevereiro, a tarifa rodoviária sofre seu primeiro aumento.

A correção da inflação prevista no segundo semestre em diante, também colocará o valor das passagens em vulnerabilidade. As empresas vencedoras da licitação são velhas conhecidas da cidade e agora passarão a operam em seis regiões de Porto Alegre. A Mob Mobilidade (atual Conorte) irá operar na Zona Norte e o Consórcio Sul (atual STS) atuará na Zona Sul. A Zona Leste será dividida entre os consórcios Via Leste e Sudeste Mais (ambos integravam o consórcio Unibus). A Carris, que tem aval para transportar passageiros em 22% das linhas que cruzam a capital, perderá seis rotas a partir do ano que vem. A renovação dos veículos é uma das grandes vantagens asseguradas no contrato. No total, mais de 370 ônibus que circularem pelas ruas da cidade, serão renovados. Desse montante, mais de 70 unidades devem ser novas. O número também representa aumento na quantidade de embarques, como meio de reduzir a superlotação das viagens.

Ar Condicionado
O sistema de climatização dentro dos veículos ainda é um sonho um pouco mais distante. Para os consórcios, a exigência é de que apenas 25% da frota seja equipada com ar-condicionado, desde o início das operações. A população deverá perceber um aumento de 10% a cada ano. Com a decisão, o projeto de lei que obrigava o uso do aparelho em todos os ônibus vai ficar para depois. O projeto foi aprovado pela câmara, mas vetado pela prefeitura de Porto Alegre.

Preços de passagens de ônibus comprometem orçamento de gaúchos

Viação Itapemirim passagens cobra o mesmo preço das concorrentes para viagens do Rio de Janeiro até São Paulo.

Preço de passagens prejudica orçamento de porto-alegrenses.

O aumento nos preços de passagens de ônibus que acabou de entrar em ação em veículos que circulam na capital do Rio Grande do Sul, está causando impactos negativos no orçamento de várias famílias porto-alegrenses.
De acordo com a Fundação Getúlio Vargas – FGV, quem recebe entre um e 33 salários mínimos está incluído no grupo dos que somam prejuízos de até 2% da receita líquida que sobra final de cada mês.
O valor é superior ao que é gasto para comprar carne bovina, mas mesmo assim está bem abaixo dos índices de inflação, que chegaram a somar 7,16% no último ano.

Desde o dia 7 de abril, a tarifa rodoviária está 15 centavos mais cara do que vinha sendo praticado no começo do ano.  Agora as passagens rodoviárias estão valendo R$ 2,95 com reajuste de 5,6%.
Apenas os que embarcam nos ônibus com o Cartão TRI podem escapar do aumento por pelo menos dois meses, caso haja créditos para serem aproveitados nas roletas.
As passagens de lotações também ficaram 10 centavos mais caras.
O prefeito de Porto Alegre aumentou o preço das viagens de ônibus por causa dos aumentos salariais, da elevação no preço dos combustíveis e diminuição no número dos passageiros que pagam o valor integral da passagem.

Fora os problemas com os reajustes das passagens, a cidade aguarda a primeira licitação do transporte coletivo, já realizada na história. O prazo para companhias de ônibus apresentarem as propostas vai até o dia 3 de junho com projeção de seis meses até que os novos operadores possam estar ativos pelas ruas da capital. Tudo deve ficar pronto daqui um ano.
Hoje em dia, apenas 28% dos que embarcam em ônibus de Porto Alegre pagam os bilhetes rodoviários em dinheiro. Do restante, 32% são isentos da tarifa (aposentados e estudantes) e outros 40% contribuem com o valor, através do cartão TRI.
Muitos dos tripulantes de ônibus que aproveitam o serviço diariamente recebem o vale-transporte de empresas, como benefícios, descontando 6% do vencimento na folha salarial. Em Porto Alegre também é comum o subsídio total no valor das tarifas de ônibus.

Copyright © Preço de passagens de ônibus
CENTRAL DE PASSAGENS RODOVIÁRIAS

Built on Notes Blog Core
Powered by WordPress