Category Sem categoria

Venda de passagem rodoviária em Palmas cresce 50% no período

passagem rodoviária Palmas As companhias de ônibus que operam em linhas interestaduais de Palmas estão vendendo 50% a mais do que foi registrado no ano passado, a duas semanas do Réveillon. A procura por passagens rodoviárias na região tem aumentado na medida em que o Ano Novo se aproxima. Desde a véspera do Natal, o movimento nas plataformas de embarque e desembarque da rodoviária de Palmas, a maior do estado do Tocantins, tem sido intenso. O aumento é divulgação pelas próprias companhias que atuam no local. A maioria dos que querem aproveitar o início das férias longe de casa está optando por paradas em Goiânia, Goiás.

O volume é tão grande que a administradora do terminal rodoviário de Palmas decidiu colocar vários ônibus extras para atendimento especial só para o referido trecho. Por isso, quem vai até a capital goiana saindo de Palmas tem mais nove horários de ônibus extras, diariamente. Nove dos 12 ônibus em circulação especial possuem desembarque em Goiás. Os horários extras devem permanecem em funcionamento até o último dia do ano. A expectativa é que o fluxo comece a voltar ao normal a partir da primeira semana de 2018. Para viajar de ônibus até o trajeto mais disputado, o passageiro deve desembolsar em média R$ 125 nos ônibus convencionais. Já os assentos do tipo leito, podem variar de R$ 160 a R$ 199.

Viajar de Carro

Cuidado para não ser multado até o trajeto. Há radares nas seis rodovias federais que cortam o Estado. Os equipamentos estavam sem funcionar com o fim do contrato do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e a empresa que administrava o sistema, mas para terror dos motoristas, já foram reativados e estão prontos para entrarem em ação. Quem utilizar o carro para chegar até o terminal também deve antecipar a vinda e estar no local com no mínimo 40 minutos de antecedência.

Passagens de ônibus de São Paulo sofrerão reajuste em Janeiro

2018A partir do dia 7 de janeiro, as passagens de ônibus de São Paulo, incluindo Metrô e trem passarão a custar R$ 4. O valor da integração ficará entre R$ 6,95 e R$ 6,96. Atualmente, o serviço custa R$ 6,80. A diferença entre o orçamento aprovado na Câmara de Vereadores e do subsídio gasto esse ano está gerando um déficit de operação de R$ 700 milhões para as companhias de ônibus que atuam na maior capital do Brasil. O aumento na tarifa foi confirmado no dia 21 de dezembro. Na ocasião, o secretário municipal de Transportes, Sérgio Avelleda, revelou que o novo valor estava sendo estudado junto com o governo Alckmin. “De fato haverá uma recomposição do valor da tarifa para manter a sua capacidade de pagar o sistema”, afirmou Avelleda durante a apresentação do edital para renovar o sistema de ônibus da capital.

Aumento da passagem lançado no final do ano

Costumeiramente, o aumento tarifário do transporte público da capital costuma ser acordado entre o Governo e a Prefeitura, para que possam ser aplicados no mesmo valor e dia. Desde junho de 2013, com os protestos populares, os preços passaram a ser reajustados e anunciados nos últimos dias do ano, justamente no período de festas. No começo deste ano, Doria cumpriu sua promessa de campanha e não reajustou a tarifa do transporte público paulista, obrigando o Governo a recuar o aumento da passagem, apenas reajustando as integrações, em abril do mesmo ano. Sem o aumento, a prefeitura teve de subsidiar R$ 2,9 bilhões para o serviço operar, mais de R$ 6 milhões do que era previsto com o aumento, criando assim um rombo nos cobres da prefeitura de São Paulo.

Passagens aéreas ficam mais caras durante as férias

Disputa entre preços de passagens.

Disputa entre preços de passagens.

As férias de julho não foram um bom período para descolar passagens aéreas promocionais, na bagagem daqueles que deixaram as reservas em cima da hora. Quem não aproveitou o início do mês para reservar o serviço está tendo que pagar mais caro para sair de Macapá, voando. O percurso com destino até Belém – um dos mais procurados na região está absurdamente caro. Dependendo da data, os bilhetes custam mais de R$ 3 mil, em uma viagem com duração de 30 minutos entre as capitais. Apesar de considerar abusivo, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) não tem privilégios para limitar o preço cobrado pelas empresas aéreas, já que o mercado tem regime de liberdade tarifária para os voos domésticos. Na prática convencional, as passagens aéreas destinadas ao trecho chegam a valer pouco mais de R$ 600. Uma realidade bem diferente do que estão cobrando nos últimos dias, para uma linha de curta duração.

Apesar da duração, o trajeto tem muita importância para quem mora em Macapá, já que é de Belém que o restante dos voos nacionais e internacionais acontece. Para se ter uma noção, apenas uma das três companhias aéreas que atendem o Estado, oferecem uma linha sem parar em Belém. O voo com destino a Brasília também está com preço bem salgado neste mês. Outro fator curioso é que está bem mais barato comprar a passagem aérea saindo de Belém para outro destino, do que chegar até a capital do Pará. O trecho Macapá-Belém encarece o valor final da compra, é a lei da procura e demanda. A dica é garantir a passagem com destino final e esperar uma promoção no trecho até a capital de Belém. Também sai mais barato reservar as passagens de ida e volta, de uma vez só.

Anac e PROCON
Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) não regulariza o valor das passagens aéreas. É por isso, que as companhias estabelecem os valores conforme as ofertas. Também não vale recorrer ao PROCON, já que o órgão não atende nenhuma das reclamações sobre aumento e valores das passagens.

Companhias apostam em passagens rodoviárias pela internet

70% das auto viações venda passagens pela internet.

70% das auto viações venda passagens pela internet.

A venda de passagens rodoviárias através de e-commerces é a nova aposta de mais da metade das 230 companhias de ônibus regulares do Brasil, para alavancar as finanças durante as férias de verão. De acordo com dados da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), pelo menos 70% dos embarques rodoviários podem ser reservados pela internet, tanto em sites oficiais das próprias auto viações, como em agências de turismo online. Para especialistas e empresários do setor, é esperado que até a próxima temporada, o número de companhias rodoviárias atualizadas no mundo virtual se aproxime dos 100%, já que o investimento em logística e reserva online vem caindo no gosto de um público fiel que adora praticidade na hora de efetuar as compras.

O Brasil é um dos recordistas em número de pessoas conectadas na rede mundial de computadores. Só em terras brasileiras, mais de 80 milhões de pessoas têm acesso aos recursos das lojas virtuais e dos sites de busca. Pesquisas mostram que os brasileiros estão descobrindo as vantagens em comprar produtos e serviços pela internet, e apontam um faturamento cresceste originado de pedidos feitos direto do tablet, do celular e do computador. Na última comparação realizada pelo e-Bit, entre 2012 e 2013, as compras online registram movimentação de 155 milhões de pedidos só em empresas brasileiras, um aumento de 21,6 milhões de interessados na comodidade de se negociar, sem sair de casa. A projeção é tão animadora que nem mesmo a inflação elevada e o discreto crescimento econômico registrado no ano passado, vem tirando o entusiasmo de investidores de startups e e-commerces.

Na medida em que as empresas de ônibus investem na venda direta de passagens de ônibus pela internet, maior é a contribuição para o bom desempenho de vitrines virtuais do segmento. Não é por acaso que, as auto viações juntas as agências virtuais venderam só no ano passado, mais de 1 milhão de bilhetes rodoviários. As formas de pagamento facilitado e a independência financeira da maioria dos brasileiros também colaboram pelo aumento da procura das viagens rodoviárias de longa distância pelo Brasil.

Copyright © Preço de passagens de ônibus
CENTRAL DE PASSAGENS RODOVIÁRIAS

Built on Notes Blog Core
Powered by WordPress