Category preço de passagens 2014

Justiça garante preço de passagens 2014 de São Luís

Decreto em Belo Horizonte garante o mesmo preço de passagens de ônibus por três meses.

Justiça pede anulação do aumento no preço das passagens.

O preço de passagens 2014 para passageiros de São Luís, no Maranhão, está sendo garantido pela Vara de Interesses Difusos e Coletivos da cidade. Segundo o juiz Clésio Coelho Cunha, a prefeitura do município maranhense deve reviver o reajuste aplicado nas passagens de ônibus, no dia 8 de junho, já que está desproporcional aos limites do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado nos últimos 12 meses. O pedido acatado pela justiça veio do Ministério Público, que por forma legal, alegou que o aumento das passagens havia sido superior ao dobro dos índices permitidos pela inflação, sem ainda comprovar melhorias no serviço prestado para população que depende do transporte rodoviário.

As apurações do Ministério Público revelaram que as empresas rodoviárias estavam reservando passagens com reajustes de 14,2% a 23%. Segundo o titular da Vara, as auto viações assinaram um compromisso em novembro de 2011 em um Termo de Ajustamento de Conduta – TAC, que prevê melhorias nos serviços prestados durante as viagens de ônibus. Se a prefeitura de São Luís demorar a acatar o pedido da justiça e baixar os preços dos bilhetes rodoviários, vai ter que pagar multa diária de R$ 10 mil, que serão direcionados ao Fundo de Direitos Difusos. Apesar da falta de compromisso com quem compra passagens, o aumento tarifário desproporcional promovido no final do mês passado tem uma explicação. O acordo foi fechado com a prefeitura depois que funcionários do terminal rodoviário da cidade e das empresas de ônibus cruzaram os braços por durante 16 dias, pedindo aumento salarial.

Para custear um novo acordo salarial que garantia aumento de 7,8%, além do vale-alimentação, em 9,6%, as companhias rodoviárias se viram obrigadas a elevar o preço das passagens em R$ 0,30. A diferença deixou as passagens de ônibus baratas 23% mais caras e as mais caras 14,2% ainda mais salgadas. Mesmo assim, o compromisso é de que 250 ônibus novos seriam entregues a frota, o quanto antes e mais outros 250 entre janeiro e fevereiro do ano que vem, como meio de justificar o aumento das tarifas. Em qualquer situação, a “Domingueira”, que promove desconto na metade do valor das passagens aos domingos, não terá mais validade.

Valor da passagem em Criciúma fica mais caro no domingo

Preço de passagens de ônibus nas principais capitais do Brasil volta a subir no começo de 2014. Prefeituras não tem como subsidiar os descontos.

Valor da passagem volta a subir

A partir da semana que vem, andar de ônibus pelas ruas de Criciúma, em Santa Catarina, pode custar mais para o bolso dos passageiros.
A nova tarifa rodoviária que atingiu apenas o serviço de transporte coletivo da cidade catarinense começa a valer desde o domingo, dia 13, justamente na final da Copa do Mundo.
Além de correr o risco de amargar um possível triunfo dos hermanos argentinos no Mundial, ainda não se sabe ao certo, qual será o valor da passagem praticado em viagens intermunicipais.
Nem mesmo os integrantes do sindicado da categoria, membros do Movimento dos Usuários do Transporte Urbano de Criciúma, Mutuc, e responsáveis pelas companhias de ônibus que operam na cidade, sabem qual será o valor atualizado.
 

Se o pedido das empresas rodoviárias for acatado, o descontentamento deve ser geral, já que o preço da passagem para embarcar saltará de R$ 2,74 para R$ 3,17. Reajuste muito exorbitante na visão de integrantes do Mutuc, que pedem um aumento de apenas 13 centavos.
O prefeito Márcio Búrigo participou de um movimento proposto pelos sindicalistas e empresários do setor para chegar a um acordo numérico com todas as partes envolvidas. Mesmo assim, não há nada oficializado.
Informações de dentro do gabinete do chefe do executivo apontam que é provável que as passagens rodoviárias passem a ser vendidas por R$3,00.
 

Com o impasse, grupos de passageiros e moradores da cidade começaram a se formar com mais frequência nos últimos dias. Eles não aprovam o anúncio de que os bilhetes rodoviários ficaram mais caros ainda neste mês.
Desde o começo dessa semana, manifestantes se encontraram na Praça Nereu Ramos para protestar. Muitos distribuíram panfletos, gritaram palavras de ordem e informaram a população sobre o aumento que esta por vir. Todos estão proibidos de protestarem nas dependências da rodoviária de Criciúma.
Quem depende do transporte rodoviário para ir ao trabalho, pode prolongar o valor das passagens de ônibus por pelo menos mais 60 dias. Para isso é preciso recarregar o cartão de fidelização, o quanto antes. Segundo a norma, quem embarca com os créditos não pagará reajustes nos próximos dois meses.

Copa do Mundo dita preço de passagens 2014

desconto em preço de passagem de ônibus

Preço de passagens aéreas sobem na Copa.

Com exceção das viagens realizadas através de companhias de ônibus, a Copa do Mundo fechou em alta o preço das passagens 2014 para passageiros de avião.
Nem mesmo com os anúncios de que as passagens aéreas iriam aumentar durante o Mundial, turistas que moram no Brasil e muitos estrangeiros deixaram de procurar os serviços de empresas pelos ares. A grande demanda pelas viagens da categoria fez que os preços das passagens disparassem assim que o evento tivesse início. Segundo informações do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15), mais de 20% de aumento já pode ser constatado em todas as tarifas aéreas.

Os dados foram divulgados na última quarta-feira, 18, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e revelam a maior taxa inflacionaria do mês. O setor foi o que mais subiu no indicador mensal que mede os impactos da inflação. A contribuição alcançou 0,09 pontos porcentuais para a alta de 0,47% no IPCA-15 de junho.
Apesar de o reajuste geral ser considerado drástico, as elevações registradas separadamente por capitais que estão recebendo os jogos da Copa são ainda piores.
Só na capital da Bahia, por exemplo, esse mês está 37,39% mais caro para se viajar de avião. O número é parecido com o que acontece em Goiânia, local onde se vê a segunda maior acentuação no valor das passagens, com aumento de 33,87%. O Rio de Janeiro também teve alta de 33,53% para viagens durante a Copa.

Mesmo sendo uma das cidades-sede da competição, Belém é a capital que apresentou o aumento mais discreto, apenas 4,13% de reajuste.
Com os aumentos promovidos pelas empresas aéreas, o grupo Transportes se viu obrigado a deflagrar 0,50% de alta só neste mês. Segundo o próprio IBGE, as empresas de ônibus que oferecem linhas intermunicipais também aumentaram suas tarifas em 1,05%. Em contrapartida, os preços dos combustíveis deram uma trégua para as transportadoras brasileiras. Esse já é o mês mais barato com uma redução de 0,90%, comparados com 0,20% reduzidos no mês passado.
A gasolina está 0,35% mais barata do que o ano passado e o etanol 3,50% mais em conta.

Aéreas lançam promoção de passagem para competir com ônibus

Companhias aéreas lançam promoção de passagem.

Companhias aéreas lançam promoção de passagem.

Três das principais companhias de avião do Brasil decidiram baixar seus preços de passagens com destinos até o final da Copa do Mundo para poder competir com a demanda das viagens rodoviárias.
Quem deixou para reservar as passagens na última hora já pode conferir descontos de mais de 50% na compra dos bilhetes.
Segundo levantamento feito por um site que cota preços de passagens aéreas, há tarifas para embarcar nos aviões no valor de mínimo de R$ 73 com direito de ida e volta.
A aviação Azul lançou recentemente uma promoção de passagem para passageiros que moram em Goiânia e querem chegar ao interior de São Paulo, em Ribeirão Preto, ou sair da capital do Paraná com destino a Londrina.

O desconto mais procurado e que vale para cidade-sedes da Copa leva torcedores do Rio de Janeiro até São Paulo por apenas R$ 118 com volta reservada. De acordo com o site da Azul, há também voos de Curitiba a Porto Alegre por R$ 107 e outras promoções válidas até o dia 31 de julho.
Já a TAM encurtou a promoção mesmo antes de o mundial começar. Quem pretende voar com a empresa durante a metade de junho e julho vai ter que adquirir as passagens sem descontos.

Pela companhia aérea é possível sair de Curitiba a Campinas por R$ 92 ou pagar R$ 114 se o embarque for em Vitória. Das linhas aéreas mais procuradas, Salvador a Recife e Belo Horizonte a Vitória são as opções mais baratas.
A Gol também não ficou para trás da novidade e divulgou várias passagens em conta com validade até o dia 31 de julho. Pela companhia tem viagens do Rio de Janeiro para Vitória por R$ 109 com bilhete de ida e volta. Há preços fixos de R$ 118 para passagens de ida e volta a diversos trajetos como Salvador a Aracaju, Rio de Janeiro a São Paulo, Belém a Macapá, Curitiba a São Paulo ou Foz do Iguaçu, Manaus a Boa Vista ou Belo Horizonte a São Paulo. As passagens promocionais oferecidas pela Gol não atendem voos do dia 18 a 23 de junho.

Preço de passagens 2014 reacende disputa na Copa do Mundo

desconto em preço de passagem de ônibus

Preço de passagens aéreas caiem na Copa.

Se você acha que a maioria dos torcedores que moram no Brasil irá preferir as viagens de ônibus só por causa do preço de passagens 2014 abusivo das companhias aéreas, pode ter uma surpresa até o final do mundial.
Segundo último levantamento realizado entre o preço praticado pelas quatro das principais empresas aéreas do Brasil, uma queda de pelo menos 25% em destinos até as cidades-sedes da Copa do Mundo reacendeu a procura por bilhetes de avião.
Se não bastasse, há menos de um mês para a bolar rolar oficialmente, é possível encontrar ofertas para desembarques em aeroportos de algumas capitais com preços parecidos com o que é comercializado durante outras épocas do ano.

O destino mais procurado é válido para abertura do mundial, em Itaquera, zona leste de São Paulo e no palco da final, que acontecerá no Rio de Janeiro.
Quando foram divulgados pela primeira vez, no final do ano passado, os preços das passagens de avião para malha aérea da Copa, chegou a apresentar aumento superior a 100% do que já era cobrado anteriormente. A economia fez com que a procura por passagens rodoviárias disparasse.
Para se ter uma ideia, em outubro de 2013, uma viagem de avião entre a capital de São Paulo com o Rio de Janeiro não sairia por menos de R$1.500 para aqueles que garantem que irão assistir o jogo da final. Com o valor dá para reservar uma passagem de ida e volta até Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Quem pretende viajar com a Tam, Gol, Avianca ou a companhia Azul, deve ficar atento em relação ao horário do voo e o aeroporto de chegada para não ter surpresas desagradáveis na hora de comprar as passagens.
Mesmo com os preços mais acessíveis, viajar de avião durante esse mundial requer pesquisa e paciência antes de embarcar. Por causa do número reduzido de voos nos horários dos jogos, a disputa pelas poltronas também pode encarecer os bilhetes.
Os trajetos que levam até as capitais Fortaleza e Natal são os mais vendidos para a Copa do Mundo. Até o momento, mais da metade dos lugares já estão ocupados.

Preço de passagens de ônibus não é única aposta na Copa

Número de veículos pode ser diferencial

Número de veículos pode ser diferencial

Quem acha que a fixação no preço de passagens de ônibus durante os jogos da Copa do Mundo no Brasil será o principal combustível para aumentar a demanda de passageiros brasileiros e estrangeiros, pode estar enganado.
Além de colaborar com o bolso de quem já adquiriu os bilhetes para acompanhar os atletas direto dos estádios, várias empresas de ônibus do país pretendem apostar suas fichas no aumento de linhas extras e ampliação da frota assim que a competição começar.
Segundo o presidente da Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros (Abrati), Paulo Porto Lima, a disponibilidade de veículos extras será uma boa alternativa tanto quanto o preço das passagens mais em conta.

Segundo dados da associação, somando as companhias de ônibus que operam em linhas interestaduais, o Brasil conta com pelo menos 14 mil veículos em atuação, e tem capacidade para ampliar o quadro em até cinco vezes como já é praticado em feriados prolongados, entre Natal, Carnaval e Ano Novo.
De qualquer maneira, as linhas com até 600 quilômetros de distância serão as mais disputadas no setor.
Para a Abrati, as linhas rodoviárias que ligam municípios e capitais até as cidades-sede da Copa podem registrar aumento no fluxo de passageiros em até 15%.
As auto viações que venceram as licitações para linhas de médias e pequenas distâncias, já se preparam para receber um aumento na venda de passagens rodoviárias de até 30%.

Além do preço mais acessível e da disponibilidade de linhas e aumento da frota, várias companhias rodoviárias contrataram atendentes para realizar o atendimento bilíngue aos turistas estrangeiros que devem desembarcar em breve. Segundo a própria associação, são aguardados mais de 600 mil deles.
O terminal rodoviário que mais deve ser acessado durante o torneio está no Rio de Janeiro. A rodoviária Novo Rio garante que receberá um aumento de 30% para passageiros brasileiros e até 40% dos que moram fora do Brasil.
O local já está acostumado com esse tipo de lotação, já que recebeu 1,5 milhão de viajantes durante a Jornada Mundial da Juventude, sediada pelo governo carioca.
Mais de 70 milhões de brasileiros utilizam o transporte rodoviário todos os anos.

Itapemirim passagens suspende investimento até licitação

Setor aéreo é livre de taxas.

Setor aéreo é livre de taxas.

Parece mesmo que a diferença entre os tributos e impostos previstos em concessões do governo federal entre companhias rodoviárias e empresas aéreas, está causando impasses negativos no setor rodoviário.
Pelo menos a direção da Itapemirim passagens já disse em pronunciamento oficial que suspenderá investimentos em operação e ampliação da frota até que as licitações que competem às linhas interestaduais do Brasil voltem a vigorar – elas estão suspensas por ordem judicial.
O medo de quem administra empresas de ônibus está nas novas exigências do documento. Segundo a própria Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, o processo deve priorizar melhorias nos serviços prestados pelo setor rodoviário e diminuição no preço das passagens.

A Abrati, associação que reúne auto viações brasileiras, vê o anúncio como principal motivo pela desaceleração de investimentos feitos por executivos das empresas nos últimos 12 meses.
Além da redução de gastos, os custos com as garagens também passam por reformulação.
A reclamação em relação às companhias aéreas é movida pela isenção do ICMS. A aviação civil está livre do imposto, enquanto as transportadoras são obrigadas pela ANTT a pagarem taxas de até 18% sobre o valor das passagens rodoviárias.
A agência admite que os impostos prejudicam o avanço dos investimentos e da compra no meio rodoviário, mas defende a medida com o argumento de que os dois serviços de transporte irão se alinhar no mesmo nível de qualidade.
Mesmo que seja cobrado, o transporte rodoviário interestadual é considerado público para o governo.

É justamente por esse motivo que a atividade é disputada em licitações com oferta mínima de linhas regulares e imposição de tarifas.
Ao contrário do que acontece nas viagens de avião, onde não há controle que determine o valor das passagens, a disponibilidade de novas linhas apenas depende da capacidade dos aeroportos.
O preço praticado na hora de comprar passagens é tão influente que as empresas rodoviárias tiveram que conviver com uma perda de mais de 7 milhões de passageiros nos últimos oito anos.
Apesar dos avanços e da maior procura pelas viagens de ônibus, até hoje, donos de empresas de transporte rodoviário estão se empenhando para recuperar boa parte dos clientes que partiram para os aeroportos.

Preço de passagens 2014 aumenta em cinco capitais brasileiras

Preço de passagens de ônibus nas principais capitais do Brasil volta a subir no começo de 2014. Prefeituras não tem como subsidiar os descontos.

Preço das passagens volta a subir

Longe da efervescência das manifestações populares, o preço de passagens 2014 já ficou mais caro em cinco capitais do Brasil. Com os reajustes, viajar de ônibus até as cidades de Boa Vista, Cuiabá, Maceió, Porto Alegre e Rio de Janeiro, está tornando as despesas mensais dos passageiros ainda maiores.
Segundo levantamento feito por um portal de notícias, o grupo das capitais com os bilhetes rodoviários mais caros deve ganhar uma aliada em breve. Belo Horizonte, em Minas Gerais também havia pronunciado aumento de 7,5% desde o dia 3 de abril, porém uma liminar do Ministério Público do Estado barrou o reajuste. Se vigorar, a passagem de ônibus de R$ 2,65 vai ficar 20 centavos mais cara.

No ano passado, os protestos populares contra o aumento das passagens rodoviárias, inibiu o reajuste da maioria das cidades que haviam elevado as tarifas. Aracaju, Curitiba, Goiânia, João Pessoa, Manaus, Natal, Recife, Rio de Janeiro, São Paulo e Vitória foram as capitais que recuaram seus valores. Na época, apenas Fortaleza, outra capital que havia feito o reajuste nas catracas, não conseguiu retornar o valor antigo, por causa de uma decisão judicial.
As capitais do Mato Grosso do Sul, Amapá e Mato Grosso também reduziram suas tarifas rodoviárias, depois que a onda de protesto tomou conta das ruas do país. Todas não haviam decretado reajuste tarifário em 2013, mas mesmo assim decidiram reduzir os valores.

Esse ano, o preço pago para embarcar em um ônibus do Roraima, passou de R$ 2,25 para R$ 2,60 desde o dia 2 de janeiro. Já no Rio, o reajuste começou a valer desde 8 de fevereiro, quando a prefeitura decretou o aumento de R$ 2,75 para R$ 3. Os cuiabanos já se acostumaram com o reajuste de 20 centavos na tarifa, desde março desse ano.
No sul, o aumento é mais recente. A passagem rodoviária passou de R$ 2,80 para R$ 2,95, no dia 7 desse mês.
A capital de Alagoas foi a única a tentar impedir o aumento através da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), mas não conseguiu ter sucesso, elevando o valor de R$ 2,30 para R$ 2,50.

Preço de passagens de ônibus é acessível durante Copa do Mundo

Preço de passagens de ônibus estimula torcedores.

Preço de passagens de ônibus estimula torcedores.

Assistir os jogos da Copa do Mundo direto dos estádios de futebol se tornou realidade para muita gente depois que o preço de passagens de ônibus vai ser o mesmo até o torneio acabar.
Dependendo do trajeto escolhido, a economia de quem opta pelos ônibus pode ser de mais de 100%.
Em um comparativo feito pelo site “Preço de Passagens”, para assistir o jogo de abertura entre Brasil e Croácia, na capital de São Paulo – dia 12 de junho, o valor cobrado em um embarque aéreo de Curitiba pode chegar até R$ 1 mil. A diferença da mesma viagem a bordo de um ônibus do tipo convencional pode significar economia de mais de 90%, já que a passagem de ônibus custa apenas R$ 71,25.

Diferente do que acontece com as companhias aéreas, as tarifas rodoviárias não podem ser elevadas sem autorização do governo. Em casos de aumento fora das regras, a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) garante que as auto viações podem ser multadas.
Além de a obrigatoriedade ajudar o usuário a se programa melhor na hora de sair de casa, reservar as passagens também é mais seguro em casos de reembolso. Segundo a legislação, o passageiro tem direito de remarcar um novo embarque no prazo de um ano.
Quem viaja pela estrada pode conferir algumas regalias como poltronas de couro, luz indireta e internet sem fio e aproveitar novos serviços de bordo. Há também veículos que trabalham com o número de lugares reduzidos para oferecer maiores inclinações nos acentos.

Segundo o gerente da empresa rodoviária Gontijo, os ônibus são a preferência dos brasileiros porque atendem todas as classes sociais. Só nessa companhia há carros executivos para os mais exigentes e preços de passagens mais acessíveis para os que não podem gastar muito.
Empresas rodoviárias também estão apostando em fretamento para a Copa. Em Belo Horizonte, por exemplo, uma companhia de ônibus gastou R$ 3 milhões para comprar seis ônibus executivos. A empresa vai transportar turistas belgas, franceses e alemães em dias de jogos.
A expectativa do setor é que os turistas estrangeiros continuem visitam o Brasil depois que a Copa do Mundo acabar.

Preço de passagens 2014 será o mais salgado dos últimos anos

Preço de passagens 2014 será o maior dos últimos anos.

Preço de passagens 2014 será o maior dos últimos anos.

O preço de passagens 2014 tem tudo para ser o mais alto dos últimos anos para quem pretende encarrar as viagens interestaduais pelo Brasil.
Por causa da grande demanda de embarques originados durante a Copa do Mundo, viajar de avião e se hospedar nas capitais brasileiras enquanto acontece o torneio futebolístico, virou uma péssima ideia para o bolso do trabalhador.
Mesmo com os recuos tarifários concedidos por algumas companhias aéreas, pagar para assistir os jogos do mundial de dentro dos estádios ainda é muito caro.
Além do preço abusivo cobrado pelas companhias de transporte, hospedagem e até mesmo a alimentação serão os grandes vilões da economia.

Apesar disso, o turista que pesquisar e cuidar de todos os preparativos com antecedência pode fugir de boa parte dessas despesas. Segundo um educador de finanças, é possível economizar até metade se as viagens forem programadas três meses antes.
Comprar passagens e reservar hotéis de forma parcelada por alguns meses pode não ser uma má ideia. Mesmo que estes serviços já tenham sido pagos, é preciso também, garantir uma reserva de dinheiro para consumos durante a viagem, que incluem alimentação, compras e lazer.
Para especialistas, comprar dólares e outras moedas internacionais, meses antes de embarcar para as viagens, não é uma boa opção. O melhor, nestes casos, é guardar a grana em uma aplicação como CDB ou usar a caderneta de poupança. A medida é mais lucrativa e segura, já que gera rendimentos e protege o viajante se houver quebra de câmbio.

Os pagamentos feitos com cartões de débito e pré-pagos cobram 6,38% de imposto, e por isso devem ser utilizados com cautela.
Para baratear o custo da viagem e torcer pela seleção brasileira neste mundial é preciso optar pelas passagens de ônibus ao invés de viajar de avião. Os preços chegam até ser 200% mais em conta e não irão subir como está acontecendo com as agências aéreas. Mesmo assim, o ideal é procurar uma agência de turismo on-line e fazer as reservas rodoviárias para garantir a poltrona desejada.
Se a intensão é se deslocar para outro Estado até o final da competição, a dica é alugar um apartamento, ao invés de pagar diárias em hotéis.

Copyright © Preço de passagens de ônibus
CENTRAL DE PASSAGENS RODOVIÁRIAS

Built on Notes Blog Core
Powered by WordPress