Category Passagem de ônibus

Confira o preço de passagens em pacotes para baixa temporada

baixa temporadaSe a intenção for economizar não há hora melhor. Esta baixa temporada de 2017 tem tudo para ser uma das mais economias no bolso daqueles que pretendem viajar por estados brasileiros, longe das datas mais badaladas. Acredite se quiser, mas os preços de pacotes de viagem incluindo as passagens rodoviárias, alimentação e o hotel, devem ficar até 40% mais baratos entre os meses de agosto e novembro. Já que a baixa pelo valor dos serviços para garantir maior ocupação neste período tem sido praticado sem exceções. Resumindo, essa é a melhor oportunidade para garantir um passeio sem estreitar as economias do final do mês, já que estamos com tarifas de baixa temporada por todas as regiões do Brasil.

Faça as contas, compare, pesquise e economize!

Há pacotes com duração de uma semana com destino a capital do Ceará, com tudo incluso, gerando diferença de R$ 1.488 para R$ 998, o equivalente a 32% mais barato em comparação com outros meses. Vale ressaltar que este pacote inclui viagem de avião, sendo que se opção fosse viajar por terra, o preço certamente seria ainda mais em conta.

Passagem aérea: a grande vilã

Não há tempo bom para “pechinchar” nas tarifas aéreas. E o pior, quanto maior a proximidade com a data da viagem e maior for a procura pelo serviço, mais cara é o valor da passagem de avião. É por isso que o serviço é o item que mais encarre no preço final da viagem realizada no Brasil, cuja variação de preço só tem aumentando depois que a crise econômica passou a ser uma realidade no cotidiano dos brasileiros. A dica, no entanto, é procurar serviços que são comercializados integralmente, em pacotes e parcerias que permitem o repasse de descontos para garantir mais demanda em tempos de baixa temporada.

Você já ficou sem embarcar por falta de troco na passagem?

compra passagemPagar a passagem rodoviária dentro do próprio ônibus pode ser uma péssima ideia quando você não tem o dinheiro separado para não ter que voltar troco. Em Aracruz, na região Norte do Espírito Santo, um jovem passageiro foi obrigado a desembarcar do veículo, simplesmente porque a cobradora não tinha uma nota de R$ 20 de troco. Além do tumulto, a companhia de ônibus foi obrigada a pegar ao usuário, indenização de R$ 5 mil por danos morais.

Mas, isso pode Arnaldo?

Não! Segundo as leis que defendem o consumidor esse tipo de situação não pode ocorrer. É responsabilidade da companhia resolver a questão do troca, independente do valor disponibilizado para pagar a passagem. Portanto, ela deve encontrar uma forma de reembolsar o cliente e aceitar o pagamento, mesmo que não tenha o valor de troco em caixa. Outra coisa ilegal é estipular um valor máximo para troco dentro dos coletivos. Essa é uma dica que todo passageiro deve ficar atento, já que a prática é regulamentada pelas normas internas dos órgãos de controle, conflitante com os princípios do Código de Defesa do Consumidor.

Pelo o que o Código de Defesa do Consumidor prega, o consumidor tem o dinheiro para pagar o serviço ou a mercadoria, é problema da empresa arrumar o troco para resolver. Substituir o troco por balas, chocolates ou qualquer outro serviço também é considerado prática abusiva, e deve ser evitado pelas operadoras de transporte rodoviário. A empresa de ônibus que cometer uma dessas infrações pode ser punida judicialmente. O Código do Consumidor estabelece como crime com pena de reclusão para esse tipo de prática. Por isso, vale a pena exigir os direitos e ficar atento na hora de pagar pelas passagens de ônibus.

Campinas tem a 2ª passagem rodoviária mais cara do Brasil

passagem rodoviária caraA cidade de Campinas, no interior de São Paulo tem atualmente o segundo maior valor de passagens rodoviárias para o transporte público do Brasil, perdendo apenas para Brasília, no Distrito Federal. Atualmente, quem viaja de ônibus dentro da cidade de Campinas tem que pegar R$ 4,50 por cada embarque. A tarifa ficou 18% mais cara neste mês, aumentando o serviço de antes era vendido por R$ 3,80. No Distrito Federal, a passagem é vendida a R$ 5,00 em algumas linhas urbanas da cidade, além do metrô. No pálio, ocupando o segundo lugar das cidades mais caras em viagens de ônibus estão as cidades de Guarulhos e Joinville, em Santa Catarina – ambas também cobram de seus bilhetes rodoviários R$ 4,50.

Na capital de São Paulo, a Justiça conseguiu suspender o aumento no último dia do ano passado. A alta que chegava a quase 20% sob o valor atual, passou a ser aplicada um dia após o anúncio oficial. O preço da passagem de R$ 4,50 também é o mesmo em Pouso Alegre, município de Minas Gerais, porém só voltado a linhas que atendem trajetos rurais. No setor urbano da localidade, os passageiros pagam R$ 3,30. Durante os seis primeiros meses deste ano, pelo menos 30 municípios brasileiros já anunciaram reajustes no preço das passagens rodoviárias.

Ônibus de Campinas

Segundo a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), os usuários do Bilhete Único geram desconto de R$ 0,30 sob o valor da passagem atual, isso quer dizer que um embarque reservado com o bilhete comum não deve sair por mais de R$ 4,20. O Bilhete Único Vale Transporte custa R$ 4,50, enquanto que o Cartão Especial vale R$ 4,50. Os preços praticados com o novo reajuste também geraram alteração para o Bilhete Único Escolar no valor R$ 1,68 e o Bilhete Único Universitário por R$ 2,10. As integrações também sofreram mudanças. Agora, após o passageiro subir no terceiro ônibus (ou seja, a segunda integração) em um período de até duas horas, pagará uma taxa de R$ 0,30. Antes o serviço era gratuito.

Ônibus está 5 vezes mais barato do que avião nas férias

férias 2017Viajar em alta temporada não é boa ideia para o bolso dos econômicos. Mas tem uma possiblidade de se garantir uma boa reserva com o transporte, viajando de ônibus. Segundo alguns comparativos de sites especializados na venda de passagens de ônibus e aéreas, a diferença de preço entre os serviços pode ser até muito vantajosa, para quem opta ir por terra. Quem quer um exemplo pode experimentar os dias de calor em Balneário Camboriú, Santa Catarina, saindo de São Paulo. A passagem aérea para esta rota pode chegar a R$ 1300, enquanto que a viagem rodoviária para o mesmo trajeto não sai mais do que R$ 250. “Ulala, que diferença.

Pegando atalhos no valor da passagem

A diferença de preço entre as passagens aéreas também altera conforme o destino desejado, além é claro da data em que o serviço é reservado (quanto mais perto do dia do embarque, mais caro a passagem fica). Então vai a dica, se você pretende desembarcar em São Paulo, Santos, Campinas, Rio de Janeiro, Curitiba, Belo Horizonte, Florianópolis, Juiz de Fora, Londrina ou Balneário Camboriú, boa sorte… esses são os destinos nacionais mais badalados durante as férias e os feriados prolongados. Para que não quer arriscar, o melhor é ir de ônibus. É disparada a melhor alternativa, mais economia, acessível e estável quando se quer guardar algum trocado.

Além das passagens rodoviárias serem mais baratas, também é possível parcelar a maioria delas, em várias vezes sem juros. Pesquisas recentes apontam que o interesse pelo serviço rodoviário vem crescendo no Brasil, em função da crise econômica. E sabe quem ganha com isso? Você! Justamente porque as empesas rodoviárias, pelo menos a maioria delas, estão investindo na renovação das frotas, com ônibus modernos, equipadas com ar-condicionado, sinal wi-fi, poltronas giratórias e outros benefícios para tornam as viagens cada vez mais satisfatórias. O site Quero Passagem, lançado no Brasil em setembro de 2013, é uma boa pedida para pesquisar preços e itinerários, antes de fazer a reserva online.

 

Diminui preço de passagem de José de Freitas a Teresina

preço de passagemO trajeto rodoviário que liga os municípios vizinhos de José de Feitas com Teresina, no Piau está mais barato para quem vai de ônibus. Depois de promover uma reunião no início deste mês, a ATEUTC – Associação dos Trabalhadores e Estudantes Usuários dos Transportes Coletivos da cidade anunciou que o aumento de 50 centavos no preço das passagens de ônibus havia sido suspenso. A passagem rodoviária que dá direito a viagem intermunicipal até a capital do Piauí chegou a custar R$ 4,00 no começo deste ano. Mas com pressão da associação e de possíveis manifestações populares, a viação São Joaquim, responsável pelo transporte urbano da cidade, decidiu retornar o valor da passagem antigo. Com a mudança o preço para embarcar em um dos ônibus da linha José de Freitas x Teresina passou para R$ 3,50.  O desconto também é válido para trabalhadores e estudantes da cidade.  A ATEUTC pretendia concentrar o maior número de pessoas no teatro municipal de José de Freitas para discutir sobre o aumento no preço das passagens de ônibus e posteriormente gerar pressão popular contra a operadora, através de manifestações.

Preço da passagem de ônibus de Altos
Em Altos, município a cerca de 40 km de Teresina, o preço da viagem rodoviária até a capital também está mais barato. O valor acordado entre a prefeita Patricia Leal, o secretário estadual de Transporte, Avelino Neiva e representantes do Conselho de Transporte Intermunicipal garantiu a passagem de Altos até Teresina por apenas R$ 2,50 para quem ainda estiver na escola. Os trabalhadores devem pegar R$ 3,30, ou seja, um desconto de 70 centavos com relação ao valor cobrado para os demais passageiros. Apesar de ter sido aprovado pela população, o preço dos bilhetes rodoviários pode subir depois do processo de licitação ser finalizado. O documento deve regularizar o transporte intermunicipal entre as duas cidades até o primeiro semestre deste ano. Sem os descontos, o preço da passagem para estudantes de Altos estava em R$ 2,80 e para os trabalhadores era vendido a R$ 3,60.

Gaúchos recarregam cartão para fugir de reajuste nas passagens

viajar de ônibusQuem não carregou, não carrega mais. Depois que a prefeitura de Porto Alegre anunciou que o preço das passagens rodoviárias da capital irá sofrer reajuste, foi uma correria danada. Tudo para garantir a última recarga do cartão TRI com o valor atual. O anúncio dado em meados do mês passado garante que os embarques ficarão 50 centavos mais caro – um aumento que fará muita diferença no orçamento de quem depende do veículo para ir e voltar do trabalho. É o caso de Elza Maricotto, 40 anos, que utiliza o coletivo para atravessar o centro da cidade, até chegar ao condomínio, onde trabalha.

Ela enfrentou filas para fazer a última recarga, depois que soube pelo rádio que o preço da passagem irá subir. O valor da recarga antiga tem validade para os próximos 60 dias. Elza disse que não sabe com a empresa irá reagir diante do reajuste, já que ela recebe o benefício do vale transporte para poder se deslocar de ônibus. Quem tem que tirar o “dimdim” do bolso está preocupado, como conta a vendedora Monica Souza, que pega em média, quatro ônibus para visitar o comércio em busca de trabalho. “Quem mora longe sofre mais com esse tipo de aumento. Infelizmente não vou poder me deslocar como antes, até que eu consiga um emprego”, lamentou.

Praticado em R$ 3,25, o valor da passagem de ônibus de Porto Alegre passa a valer a partir do mês de março R$ 3,75, em linhas urbanas e coletivos de integração entre os bairros da cidade. O aumento faz parte da nova licitação do transporte público de POA. O documento também garante a renovação de 296 coletivos e prevê tarifas maiores em lotações, saindo de R$ 4,85 para R$ 5,60. O aumento é correspondente a mais de 15% do valor atual, sobe cálculo acrescido pela inflação (IPCA) dos últimos sete meses e do dissídio dos rodoviários – a categoria recebeu aumento salarial de mais de 11% – o maior entre todas as capitais do Brasil.

Viações querem aumento de 18,3% em passagens rodoviárias

Custos foram somados pelo Seopa.

Custos foram somados pelo Seopa.

Empresas responsáveis pelo transporte público de Porto Alegre se uniram para pedir um aumento de quase 20% no preço das passagens rodoviárias, vendidas na capital. A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) recebeu o pedido oficialmente, através de uma documentação protocolada pelo Sindicato das Empresas de Ônibus de Porto Alegre (Seopa). Na prática, o valor das passagens saltaria de R$ 2,95 para R$ 3,49. Para o Seopa, o aumento vem suprir a falta de subsídio em custos de operação elevados com o aumento no preço do óleo diesel e os benefícios pagos aos trabalhadores da categoria. Só no combustível, as empresas rodoviárias enfrentam um aumento de 12,57%.

A remuneração de funcionários somada as melhorias do vale-alimentação também deixou as despesas dos auto viações pelo menos 10% mais caras. Nos últimos dois anos, as passagens de ônibus de Porto Alegre só subiram 3,5%, passando a serem comercializadas 10 centavos mais caras. Se comparado com outros setores básicos que compõem a economia, realmente o transporte rodoviário está com taxas defasadas. Na visão da prefeitura da cidade, o acordo firmando entre operadores e operadora, deve proporcionar aumentos na hora de passar pelas catracas dos ônibus. Mesmo com o reajuste previsto, o prefeito José Fortunati se diz satisfeito com a valorização salarial que a categoria conquistou na cidade.

Segundo ele, este é o maior salário pago entre profissionais do setor, em todo o país. Com o que foi dito não dá para se empolgar, tudo indica que realmente o bilhete rodoviário vai subir. Ainda este ano, o sindicato dos motoristas e cobradores aprovou um reajuste salarial de 8%. Com o aumento, um motorista de ônibus passa a ganhar R$ 2 mil ao mês, enquanto o cobrador tira até R$ 1,2 mil para trabalhar durante 7 horas, em linhas municipais. Os dados são da Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP). Em comparação com outras capitais, o preço das passagens de ônibus em POA está bem mais acessível. Em São Paulo o último reajuste foi de 50 centavos, já no Rio de Janeiro, é preciso pagar mais 40 centavos para embarcar.

Quero Passagem amplia opção de passagens rodoviárias em 2015

Reserve sua passagem de ônibus sem sair de casa.

Reserve sua passagem de ônibus sem sair de casa.

O portal especializado na venda de passagens rodoviárias pela internet, Quero Passagem, credenciou 14 novas auto viações em seu buscador online. A novidade, que já pode ser utilizada pelos internautas desde o começo do Ano Novo, está trazendo mais opções de destinos rodoviários e preços que podem ser confrontados, durante as consultas dentro do site. No total, a agência de turismo online, conta com a operação rodoviária de 41 companhias de ônibus, que juntas representam mais de 80% de toda malha rodoviária do Brasil. As regiões do Sudeste e Nordeste foram as que mais se beneficiaram com o incremento, especialmente para viagens realizadas em trechos rodoviários com destino e origem de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia e Pernambuco.

A intenção é fornecer, no mínimo, três opções de serviços e preços em cada itinerário pesquisado, ampliando as opções de reserva já disponíveis no site lançado no Brasil há mais de um ano. Para o CEO da Quero Passagem, Lukasz Gieranczyk, quanto maior for a oferta do mesmo trajeto, melhor para o usuário, que pode comparar serviços de diferentes viações e escolher a empresa de sua preferência. O objetivo de captar novas auto viações não para, inclusive por aquelas que atendem trechos pouco exploradas pelo buscador online. Cidades com grande potencial turístico, como as regiões litorâneas são boas opções de se investir nesse tipo de expansão. De acordo com o gestor de conteúdo do site, Danilo Julio, as viagens rodoviárias até os grandes centros e as capitais são as mais procuradas por usuários do Quero Passagem.

Segundo dados oficiais, mais precavidas e organizadas, as mulheres são as que mais compram com a agência de turismo online. Elas somam 66,8% do público consumidor, em sua maioria de 18 a 34 anos de idade. As novas empresas rodoviárias credenciadas no portal Quero Passagem são: Águia Branca (ES), Salutaris (ES), Brasil Sul (PR), Cantelle (PR), Princesa dos Campos (PR), Progresso (PE), Sampaio (RJ), Lopes Sul (RS), Bragança (SP), Expresso Brasileiro (SP), Motta (SP), Penha (SP), Santa Cruz (SP) e Nasser (SP).

Subsídio aumenta para compensar valor da passagem de Sorocaba

Subsídio de gratuidades no transporte rodoviário.

Subsídio de gratuidades no transporte rodoviário.

No ano que vem, cerca de R$ 36 milhões deverão ser gastos para subsidiar o transporte público de Sorocaba. A estimativa que prevê aumento de 25% no orçamento comparado com o que foi gasto este ano, faz parte do montante não arrecadado nas viagens de ônibus grátis para idosos, ou em tarifas reduzidas, concedidas em programas realizados pelas companhias rodoviárias. Pelos números da Urbes – Trânsito e Transportes, a cidade paulista tem um custo anual de R$ 200 milhões para fixar o valor da passagem de ônibus. Para garantir as gratuidades embutidas neste valor, é preciso que a própria autarquia desembolse R$ 29,5 milhões do seu orçamento, com o repasse municipal de R$ 6,5 milhões, para completar a diferença.

Com este investimento é possível garantir o transporte coletivo de pelo menos 4,9 milhões de passageiros, todo o mês. É esse número que determina quanto as concessionárias irão faturar no final do mês, mesmo quando elas liberam a passagem de idosos e outros grupos favorecidos. Segundo a Urbes, até setembro deste ano, R$ 26 milhões já foram gastos em subsídios para as empresas de ônibus de Sorocaba. Deste total, cerca de R$ 2,8 milhões foram financiados para cobrir as despesas de operação das companhias. O subsídio ao sistema de transporte coletivo é gerado através dos custos não cobertos pela tarifa pública, como a Integração Temporal, a Redução Tarifária (programa Domingão); Serviço de Transporte Especial e as gratuidades que no município paulista, prevê o embarque gratuito de passageiros entre 60 e 64 anos.

Nos últimos anos, a procura pelas passagens de ônibus coletivo da cidade vem registrando aumentos de 2% a 3% anuais. Apesar de o número ser pequeno, está entusiasmando responsáveis por órgãos que controlam o setor rodoviário de Sorocaba. De qualquer maneira, é preciso acompanhar a situação em que o brasileiro enfrenta no seu cotidiano. É importante estar sempre em observação para avaliar qual é a situação real da economia e da parte social do país, já que desempregos e alta dos impostos podem reduzir significativamente o número de interessando no transporte público de médias e grandes cidades.

Itapemirim passagens oferece promoção para fidelizar cliente

O preço de passagens rodoviárias para linhas interestaduais está mais caro em Belém do Pará, durante o feriado de Carnaval.

Itapemirim dá descontos no aluguel do carro.

Quem embarca nos ônibus rodoviários da Itapemirim passagens não tem do que reclamar com as promoções e os programas de fidelização promovidos pela auto viação. Afinal, é possível garantir bons descontos e até viajar de graça, dependendo da promoção. Os que viajam entre as capitais de São Paulo e Vitória podem pagar apenas R$ 49 para reservar a passagem rodoviária de ida ou de volta, e até parcelar o valor em 3 vezes. Isso tudo, graças a uma promoção por tempo limitado que tem validade é o final do mês que vem. O bilhete para realizar o trajeto dá direito de embarques em ônibus convencionais ou semileitos da viação Itapemirim.

Além dessa vantagem, a companhia de ônibus também resolveu facilitar a vida de quem reside em Brasília e quer chegar até a cidade maravilhosa, andando de ônibus. A linha interestadual que interliga a região centro-oeste com o sudeste do Brasil, sai por apenas R$ 89 para ir ou voltar, e também pode ser reservada em até 3 vezes. É preciso se antecipar para garantir uma poltrona nos ônibus credenciadas com essa promoção, que também tem duração até o dia 30 de novembro. Graças a uma parceria comercial com a empresa Movida Rent a Car, a viação Itapemirim está concedendo vários descontos para quem alugar um carro na empresa, assim que desembarcar no terminal rodoviário.

Além de economizar com o transporte, a viação rodoviária garante diárias gratuitas no plano semanal, oferece GPS por R$ 9,90 a diária e garante descontos de até 45% em cada locação. As parcerias e as promoções, ao lado de programas de fidelização, ajudam a cativar os clientes e dar a oportunidade de novos passageiros conhecerem os serviços rodoviários de uma das empresas mais antigas do país. Em um de seus programas, quem viaja cinco vezes nas linhas rodoviárias participantes, tem direito de uma viagem grátis pelo mesmo trecho.  A promoção também vai até o final do mês que vem e é válida para as linhas interestaduais entre Rio de Janeiro e Brasília, Brasília e Rio de Janeiro, Brasília e Juiz de Fora, e Juiz de Gora e Brasília.

Copyright © Preço de passagens de ônibus
CENTRAL DE PASSAGENS RODOVIÁRIAS

Built on Notes Blog Core
Powered by WordPress