Para AAM preço de passagens aéreas em Amazonas é inacessível

Viagens aéreas ficaram mais baratas.

Viagens aéreas ficaram mais baratas.

Falta uma boa grana para garantir a passagem aérea de volta, reservada através de uma das companhias de avião que trafegam por municípios do Amazonas. O preço praticado em boa parte das linhas intermunicipais não reflete a realidade apresentada na estrutura aeroportuária e nas manutenções das aeronaves que atendem todo o Estado. Segundo a Associação Amazonense dos Municípios – AAM, o sistema de transporte aéreo do Estado Amazonense está completamente comprometido, pondo em risco a integridade física de passageiros, em voos de longa distância. A precariedade é tão grande que chegou a virar tema para um estudo realizado pela AAM em parceria com a Secretaria de Aviação Civil do Governo Federal.

Valores
Atualmente, quem reserva a passagem de avião entre o trecho de Manaus a Eirunepé, a uma distância de 1.159 quilômetros, paga mais de R$ 1,500 pela viagem. Uma linha com pouco mais de 800 quilômetros de distância do local de embarque, também custa mais de R$ 1 mil.

Reformas
Segundo o levantamento feito pela Secretaria de Aviação Civil do Governo Federal, 25 aeroportos necessitam urgentemente de reformas, com a construção de novos terminais de passageiros, pistas de pouso e balcões de atendimentos. O investimento é de mais de R$ 1,5 bilhão e o prazo para início das obras está previsto para daqui a três meses.

Reajuste
Até o ano acabar, a direção do Programa Federal de Aeroportos da Secretaria de Aviação Civil, acredita que o valor das passagens aéreas de linhas intermunicipais em Amazonas, deve diminuir. As tarifas aéreas serão reduzidas, já que várias aeronaves de grande porte, como o ATR 600 – com capacidade para transportar mais de 70 passageiros, poderão fazer pousos e decolagens nas pistas reformadas, aumentando significativamente o fluxo de viagens aéreas e de empresas do setor que operam na região.

Preço de passagem rodoviária de Palmas ficará R$ 0,45 mais caro

Valor da passagem

Valor da passagem

R$ 0,90. Essa deve ser a diferença que moradores de Palmas terão de pagar durante uma viagem rodoviária de ida e volta, a partir do segundo semestre de 2015. Aprovado após reunião com membros do Conselho Municipal de Acessibilidade Mobilidade e Transporte, o reajuste promete melhorar os serviços prestados no transporte público da capital de Tocantins, além de promover ampliação do número de veículos em circulação. Com a mudança, a tarifa rodoviária no valor de R$ 2,50 passará a valer R$ 2,95, ou seja, uma diferença de quase R$ 1,00 pra quem compra as passagens rodoviárias duas vezes por dia. Os cálculos que somam os gastos relacionados ao transporte coletivo foram apontados em uma planilha avaliada por uma comissão na Câmara Municipal dos Vereadores.

O documento mostrou como o aumento dos impostos e dos combustíveis contribuiu para o reajuste no valor das passagens. A conta salarial dos motoristas também subiu. Sem suicídio da prefeitura da cidade, o cidadão teria de pagar R$ 3,13 para embarcar em um dos ônibus rodoviários. Esse é o preço técnico que está sendo abatido com incentivo da prefeitura na ordem de R$ 0,18 por passagem. Até o momento, a capital conta com 220 ônibus rodoviários, mas tudo indica que esse número deve aumentar, depois que a população passar a pagar mais pelo serviço. A estimativa da prefeitura é de que pelo menos 31 novos veículos equipados com ar-condicionado possam compor a frota municipal.

Também são aguardados mais dez ônibus reservas para serem utilizados em horários de pico. O investimento representará uma elevação de 22 mil quilômetros em linhas rodadas, mês a mês. Já faz um ano que a passagem de ônibus de Palmas ficou mais cara. Na ocasião o valor praticado saltou de R$ 2,50 para R$ 2,80, porém o reajuste não chegou ao bolso dos usuários. A diferença foi paga através de um subsídio firmado em um acordo com o governo do Estado do Tocantins com a isenção do ICMS sobre o combustível, do ISSQN sobre as empresas responsáveis pelo transporte público e os recursos próprios da prefeitura.

Valor da Passagem de ônibus em Santos vai subir

Sobe preço de passagens.

Sobe preço de passagens.

Os moradores da cidade que representa o último time campeão do Campeonato Paulista de Futebol não terá a mesma sorte na hora de pagar pelas passagens rodoviárias. Em breve, o valor da passagem de R$ 2,90 deverá passar para R$ 3,25, contabilizando um aumento tarifário de 12%. A mudança prevista pela Comissão Especial de Licitação da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) entrara em vigor depois que a prefeitura de Santos definir a auto viação vencedora da licitação do transporte público que atenderá a baixada santista. A viação Piracicabana foi a única a se classificar para a última parte do processo licitatório e só deixará de ser declarada vencedora se não apresentar todos os documentos necessários. Apesar do aumento no preço da passagem desagradar, o reajuste poderia ter sido maior se a empresa Mobibrasil Transporte São Paulo Ltda não fosse desclassificada. Ela não apresentou a planilha dos encargos sociais previstos e ofereceu bilhetes rodoviários no valor de fixo imposto pela CET, que é ainda 5 centavos mais caro.

Passagem rodoviária em Londrina
O transporte coletivo de Londrina, no norte do Paraná também acaba de sofrer o mesmo reajuste tarifário de Santos. Por lá, a passagem de ônibus que custava R$ 2,95 passou a ser vendida por R$ 3,25. Os 12% de aumento foi concedido através de decisão judicial, que obrigou a prefeitura incluir na planilha de custos, uma taxa de lucro pelo serviço prestado. Contrário a decisão da prefeitura, o percentual de lucratividade prescrito em contrato é 4,5% a menos do que o exigido pela justiça, que está impondo multa diária de R$ 30 mil, caso a prefeitura se nega a cumprir a medida. Em contrapartida, a Procuradoria-Geral de Londrina entrará com um recurso para tentar reverter a decisão. “Nós temos a expectativa de que outras estratégias jurídicas possam reverter esse cenário. Estamos planejando que seja em um prazo relativamente curto”, afirma Kireeff. Este é o segundo aumento da tarifa em quatro meses. Em janeiro preço da passagem subiu, passando de R$ 2,65 para os atuais R$ 2,95 , em um aumento de quase 12%.

Aeroporto de Viracopos venderá passagens rodoviárias

Aeroporto Internacional de Viracopos fica em Campinas.

Aeroporto Internacional de Viracopos fica em Campinas.

Embarques rodoviários no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, deverá se tornar comum, nas próximas semanas. Graças a uma parceria firmada com a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), o local oferecerá duas linhas de ônibus com acesso às cidades de Paulínia, Indaiatuba, Vinhedo e Valinhos. A novidade está sendo implantada para suprir uma antiga necessidade dos clientes das aeronaves. De um tempo pra cá o número de interessados no transporte rodoviário teve aumento significativo, principalmente os que desembarcam no aeroporto, com destino a outras cidades do interior de São Paulo. Chamado de Viracopos Bus Service, os ônibus terão configurações do tipo executivo, com ar-condicionado, internet sem fio, toalete e compartilhamento de bagagens.

Os dois itinerários dividirão 20 horários de ônibus para cada linha atendida pela auto viação. A rota até o município de Paulínia será realizada por quatro veículos rodoviários, enquanto em Vinhedo, dois ônibus ficarão à disposição. O preço das passagens ainda está em análise, mas pode custar algo parecido com o que é comercializado na capital. Lá, o Aeroporto de Guarulhos também já implantou o serviço rodoviário para quem deseja se deslocar de Congonhas a Guarulhos. A passagem com preço de ida e volta custa R$ 42,00. A viagem de ônibus entre a rodoviária de Indaiatuba e Paulínia tem duração aproximada de 1h30. É um trajeto relativamente longo, já que a distância entre as cidades é de 67 quilômetros.

A administradora do aeroporto espera que no mínimo 300 a 400 usuários embarquem diariamente em uma das linhas rodoviárias. A implantação valerá como teste para futuros trajetos de ônibus na intermediação de Viracopos até outras cidades de São Paulo. A linha entre Americana e Campinas é a próxima da lista a entrar na rota aérea. O caminho também ligará o município de Santa Bárbara d’Oeste. O Consórcio da Bus+ licitado para incrementar o serviço integrado ao aeroporto é formado pelas empresas Jota Jota, Capelini, Metrópolis, Fênix, Campestre e Salamanca. A empresa está livre para operar as linhas regulares (comum e seletiva) do transporte metropolitano, que interligam os 20 municípios da RMC, pelos próximos 15 anos.

Rodoviária de Rio Branco mantém preço de passagem extra

Preço de passagens extras é o mesmo.

Preço de passagens extras é o mesmo.

Novos itinerários oferecidos pela rodoviária de Rio Branco deverão aparecer novamente em vários guichês das principais companhias de ônibus que operam com embarques e desembarques na capital. Depois da Páscoa chegou a vez do feriado de Tiradentes deixar as plataformas do terminal mais movimentadas. Com o demanda, quem não tiver tempo de reservar as passagens antes da hora, poderá contar com as linhas extras, sem pagar mais por isso. O preço de passagem imposta nos pontos de atendimento da Rodoviária Internacional de Rio Branco deve ser o mesmo para quem garantiu o assento nos ônibus de circulação convencional. A única baixa é com relação ao acesso e a forma de adquirir o produto, já que as passagens de ônibus extras não podem ser compradas pela internet e por isso, precisam ser retiradas direto do terminal.

Para quem está acostumado com as compras na internet e já viajou outras vezes com o bilhete reservado pelo computador, estranha todas as vezes que precisa se dirigir ao balcão de atendimento da empresa rodoviária só para escolher o horário de ônibus e a poltrona preferida. Além do conforto e da comodidade, o risco de ter de optar por outros embarques em horários indesejados, é grande. Segundo a Agência Estadual Reguladora de Serviços Públicos do Acre (Ageac), só na Semana Santa foi disponibilizado mais um turno de viagens. Em dias normais, o terminal da capital do Acre atende as linhas interestaduais no período de dia e de tarde. Quando há necessidade de mais veículos operando por causa da movimentação de passageiros, os itinerários abertos também são reforçados, aumentando o número de linhas em todos os períodos.

Boa parte das viagens rodoviárias realizadas pelos acreanos não ultrapassa as divisas do Estado. A maioria dos bilhetes rodoviários é comprada para trajetos de ida e volta até cidades turísticas da região. O lema por lá é economizar. Fato comprovado na grande procura pelo serviço rodoviário, que traz preços bem acessíveis para quem não tem carro ou prefere viajar de ônibus. Um dos destinos mais procurados nos feriados é a cidade de Cruzeiro do Sul, que fica a uma distância de 648 km de Rio Branco.

Preço de passagens de ônibus no Rio de Janeiro é congelado

Preço de passagem rodoviária permanece congelado.

Preço de passagem rodoviária permanece congelado.

O aumento no preço de passagens de ônibus do Rio de Janeiro, vigorado no começo de janeiro, deve continuar o mesmo até nova ordem judicial. Até o presente momento, a Justiça da capital carioca se nega atender o pedido do Ministério Público Estadual para reduzir o valor das passagens rodoviárias do transporte municipal, em 20 centavos. Com a determinação, os passageiros precisam desembolsar R$ 3,40 em cada embarque. Dois dias depois do último reajuste ser praticado, o promotor de Justiça Rodrigo Terra impetrou ação civil pública para pedir a redução do valor. Segundo o promotor, o aumento tarifário foi contrário ao que estava previsto em contrato de concessão com as operadoras de transporte.

Até o final do ano passado, os bilhetes rodoviários eram comercializados a R$ 3,00 e com o aumento passaram a ficar 40 centavos mais caros. Se as contas de Terra estiverem corretas, o reajuste adequado elevaria o preço das passagens para R$ 3,18, arredondando o valor das catracas para R$ 3,20. O preço deve ser concedido por um aumento de 6,23% sobre o valor atual da passagem de ônibus. Em tese, o aumento estaria sendo cobrado de forma ilegal. A contrapartida para justificar a inclusão de mais 20 centavos na tarifa dos coletivos veio do acordo entre prefeitura e as companhias rodoviárias. Ambas alegam que a diferença é decorrente dos altos gastos no subsidio de gratuidades oferecidas aos idosos da cidade, além dos investimentos realizados com a compra de novos ônibus com ar condicionado.

No entanto, na visão do promotor, esses valores já estariam sendo contabilizados no preço da tarifa de R$ 3,20. Esse já é a segundo vez consecutiva que a redução no valor das passagens é negada. A primeira discussão foi negada, em primeira instância, ainda em janeiro. O segundo pedido foi rejeitado pela desembargadora Marília de Castro Neves Vieira, da 20ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ). A boa notícia é que ainda o Ministério Público poderá recorrer da decisão. Com a situação nas catracas, os cariocas não têm muito do que comemorar em matéria de transporte. Segundo estudo feito por economistas brasileiros, o Rio está entre uma das capitais do Brasil com maior discrepância de preço cobrado nas passagens rodoviárias.

Valor da passagem de SP e Rio é um dois mais caros do mundo

Estudo compara salário com preço da passagem.

Estudo compara salário com preço da passagem.

Um estudo realizado por dois economistas brasileiros comprova o quanto paulistas e cariocas estão sofrendo para pagar as tarifas de ônibus nas duas maiores capitais do país. Segundo comparativo com a renda média do trabalhador, o valor da passagem rodoviária de São Paulo e do Rio de Janeiro está entre os primeiros na lista dos bilhetes mais caros do mundo. Para pagar uma passagem de ônibus no valor de R$ 3,50, o paulista precisa dispor de 13,3 minutos só para compensar o custeio do serviço. No Rio não é diferente, onde o preço da passagem é 10 centavos mais barato, representando um esforço de pelo menos 13,2 minutos diariamente. Para se ter uma ideia, em Nova York, nos Estados Unidos, o trabalhador só precisa de 5,8 minutos de trabalho para pagar o bilhete rodoviário. Em Paris menos, cerca de 4,5 minutos já são suficientes. A pesquisa é baseada no levantamento da renda média do trabalhador em 27 capitais brasileiras e de 12 grandes cidades do mundo. O interessante do estudo é que a proporção do valor cobrado é levado em consideração ao salário médio do trabalhar, diferente de apenas converter os valores de um país para o outro. O fato que determina a quantidade de tempo que o brasileiro precisa trabalhar para compensar a passagem é o seu próprio salário.

Passagem rodoviária cara
As passagens de ônibus de Maceió são as mais caras do Brasil, segundo o estudo. Lá é necessário 15,5 minutos de trabalho para pagar o bilhete, já que o salário médio da cidade é um dos mais desprivilegiados do Brasil.

Passagem rodoviária barata
Brasília ocupa a última posição na lista das cidades com passagem rodoviária mais cara do país. De acordo com o estudo, se o empregado trabalhar metade do que é preciso em São Paulo, já custeará as passagens, vendidas atualmente por R$ 2,25.

Passagem internacional
No comparativo internacional, nossos Hermanos levam a melhor. Na Argentina, o tempo necessário para compensar a passagem é de 2,60 minutos. Tirando o Brasil, o país com a passagem equivalentemente mais cara é Londres.

Dia da mentira: Passagens de ônibus de Araguaína sobem

1 de abril: Dia da Mentira

1 de abril: Dia da Mentira

A moeda de R$ 1,00 que até o mês de março era suficiente para garantir embarques nos ônibus urbanos da cidade de Araguaína, deixou muita gente do lado de fora dos coletivos, justamente no dia conhecido como o Dia da Mentira. Tudo isso porque o serviço aplicou reajuste no preço agregado dos bilhetes bem no dia 1 de abril, depois do município ficar uma década sem colaborar com o aumento. Parece mentira, mas é a pura verdade. Já fazem mais de 10 anos que a população de Araguaína não sabe o que é ter aumento no serviço de transporte público. Até o mês passado, as passagens de ônibus da cidade do Tocantins eram vendidas pelo mesmo preço de 2005.

Mesmo com tanto tempo, para muitos o reajuste demorou, mas chegou assustando o bolso dos passageiros. O valor cobrado para viajar de ônibus registrou aumento de 150%, elevando as passagens para R$ 2,50. Sem argumentos, a prefeitura de Araguaína acatou a determinação da Agência Tocantinense de Regulação (ATR), que pediu a manutenção no preço cobrado pelo serviço de transporte. Além do tempo sem reajuste, o mais curioso é que o dinheiro arrecadado vai direto para o financiamento de obras de conservação e infraestrutura do terminal rodoviário local, já que a diferença no valor do bilhete é referente a taxa de embarque cobrada pela rodoviária de Araguaína.

A taxa é obrigatória para todos os passageiros e está embutida no valor das passagens rodoviárias que são vendidas no terminal. Para se livrar dela é preciso pegar o veículo rodoviário nos pontos, longe da estação. O imposto é muito comum em Tocantins. O valor reajustado é o mesmo pedido na rodoviária de Palmas e Gurupi, no sul do estado. Localizada no norte do Tocantins, Araguaína tem o segundo terminal mais movimentado do estado, transportando uma média de dois mil passageiros por dia. Contrariados com a mudança, vários populares que utilizam o serviço torceram para que a notícia divulgada quarta-feira não passasse de uma brincadeira de 1º de abril.

Apps ajudam encontrar melhor preço de passagens na Páscoa

Aplicativos ajudam consumidor economizar em viagens.

Aplicativos ajudam consumidor economizar em viagens.

Graças aos avanços da tecnologia, esse ano vai ser possível viajar durante o feriado Santo e ainda garantir a compra do ovo de páscoa, com o dinheiro que sobrar da viagem. Aplicativos de celular estão dando uma forcinha para aqueles que pretendem visitar parentes de longe ou passear, pagando pouco pelas passagens. Além de comparar e apontar o melhor preço de passagens aéreas e rodoviárias, os apps negociam carona, monitoram o trânsito, ajudam o usuário se hospedar em locais seguros e dão dicas de viagem. Conheça algumas dessas novidades que prometem se tornar grandes aliados durante o próximo feriado.

Airbnb – Quer economia em sua estadia? Airbnb é a solução das hospedagens alternativas. Está disponível para iOS e Android, pode ser utilizado fora do Brasil, já que agrega ofertas de 34 mil cidades de 190 países. Funciona como um marketplace que administra uma comunidade confiável para que as pessoas anunciem, descubram e reservem espaços diferenciados pela Internet. O local vai desde um apartamento individual, até uma pousada localizada no centro da cidade. A intenção é compartilhar experiências de viagens em um mesmo ambiente virtual.

QueroPassagem – Serviço online voltado ao mercado de passagens rodoviárias. Com ele é possível comprar as melhores ofertas do setor e reservar a passagem sem ir ao terminal rodoviário de embarque. O aplicativo tem mais de 40 companhias de ônibus credenciadas, com disponibilidade superior de 3 mil destinos pelo Brasil. A vantagem está na forma de pagamento que pode ser parcelada, no cartão de crédito e débito. O recurso também está disponível e inglês e espanhol.

Voopter – Disponível para iOS e Android. É um comparador de preços de passagens aéreas que vem se popularizando com rapidez pelo Brasil. A plataforma permite a comparação de preços em várias datas ao mesmo tempo, para apontar ao usuário que linha aérea é mais em conta. O Voopter conta com outros recursos indispensável para quem viajará de avião.

VejoaoVivo – Oferece a transmissão de imagens de praias e rodovias em tempo real. Tem 70 câmeras instaladas nas principais praias do Brasil e outras 31 alojadas em rodovias brasileiras. Com o VejoaoVivo dá para ver tudo o que está acontecendo na praia, antes de mesmo de você chegar ao local.

Feriado aquece disputa entre preço de passagens rodoviárias

Viajar de ônibus x avião

Viajar de ônibus x avião

Viajar de avião a bordo de uma classe econômica ao invés de embarcar em um ônibus leito, vem tornando a disputa cada vez mais acirrada entre os serviços de transporte mais utilizados dentro do Brasil. Enquanto o preço de passagens rodoviárias permanece intocáveis durante o ano todo, reservar as passagens aéreas sem agredir o bolso é uma tarefa que exige atenção do consumidor. Apesar de serem esporádicas, as promoções aéreas tornam as tarifas de avião bem mais acessíveis do que as rodoviárias, dependendo da ocasião e da linha favorecida. É uma forma que as viações encontram de voar com a lotação mínima em datas onde a procura pelo serviço sempre é maior.

No próximo feriado santo, comemorado entre os dias 3 e 5 de abril, várias linhas aéreas oferecidas pelas empresas TAM, Gol e Avianca passam a ficar mais baratas para aqueles que não optarem pelas passagens de ônibus. O problema é que nem todos tem a sorte de garantir um lugarzinho nessas promoções. A primeira cota promocional se esgota nos primeiros dias e o que sobra nem sempre compensa para o viajante. É ai que as empresas rodoviárias saem na frente. Elas aparecem como ótima alternativa e fazem de tudo para cativar seus clientes. Na disputa pelos embarques vale desde a distribuição de lanches a bordo, até a exibição de filmes durante a viagem e sinal de internet wi-fi. As classes de cada veículo é outro fator que favorece os veículos rodoviários.

Na maioria dos casos, andar de ônibus é mais confortável por causa dos serviços oferecidos a um preço mais acessível. No caso das aeronaves, para se ter o mesmo tipo de regalia é preciso pagar mais caro. De acordo com o Voopter, um metabuscador multidatas de passagens aéreas do mundo, é possível encontrar várias passagens por até R$ 200. Três das principais empresas do setor no Brasil estão oferecendo descontos para viagens de Curitiba a São Paulo, com viagens de volta. Além do preço, o tempo de viagem é um ponto positivo a se contar para as viagens de avião.

Copyright © Preço de passagens de ônibus
CENTRAL DE PASSAGENS RODOVIÁRIAS

Built on Notes Blog Core
Powered by WordPress